A etapa mais complicada da fuga foi concluída para os jogadores brasileiros
twitter.com/tariqpanja/
A etapa mais complicada da fuga foi concluída para os jogadores brasileiros

Os jogadores brasileiros conseguem escapar de Kiev (Ucrânia), junto dos familiares que estavam tentando se proteger da invasão Russa ao país. O grupo chegou à Moldávia via ônibus, depois de pegar um trem que saiu da capital até o extremo oeste da Ucrânia, na cidade de Chernivtsi. Uma vez no país vizinho, uns ficaram por lá, enquanto outros foram à Romênia, e outra parte partiu para tentar um voo de volta para o Brasil. Dentre os jogadores que ainda precisam conquistar a fuga, está Juninho, do Zorya.

Até ontem, os brasileiros diziam que não havia condições seguras para pegar o trem. Mas como o hotel onde estavam abrigados começou a sofrer de escassez, resolveram deixar o local. O diretor-executivo do Shakhtar Donetsk emitiu um comunicado comprometendo-se  a auxiliar a evasão dos jogadores e familiares. Pelo menos 12 jogadores brasileiros do elenco do clube estavam em um bunker improvisado no Hotel Ópera, em Kiev , junto com familiares e membros da comissão técnica.

David Neres abraça familiar que o foi buscar na fronteira da Romênia
instagram.com/oficialcafe10
David Neres abraça familiar que o foi buscar na fronteira da Romênia

A esposa de Pedrinho, Layla Gabrielly Gomes, disse em suas redes que não houve qualquer abandono de brasileiros durante a saída de Kiev .

“Ficávamos sempre todos juntos, e o tempo inteiro vendo as possibilidades do que poderia ser feito. Tudo foi tão rápido que nem paramos para contar quantas pessoas tinham. Não tinha motivo nenhum para deixarmos ninguém para trás! Tinha espaço no trem, tinha vaga nos carros. Uma correria, crianças de colo, malas. Infelizmente, no tumulto e desespero de sairmos o quanto antes, não paramos para contar o número de pessoas”, afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários