Lateral-esquerdo do Santos poderia ser punido em até dois anos por não seguir os procedimentos obrigatórios na coleta do antidoping após o duelo contra o Flamengo

O lateral Juan poderia ser suspenso por até dois anos
Divulgação
O lateral Juan poderia ser suspenso por até dois anos

O lateral-esquerdo Juan foi absolvido em julgamento no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), na noite desta quinta-feira, no Rio de Janeiro. O ala do Santos esteve presente ao julgamento, no qual corria o risco de ser suspenso por dois anos, mas o júri entendeu que Juan não poderia sofrer tamanha punição.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O atleta foi denunciado por não seguir os procedimentos obrigatórios na coleta do exame antidoping, na vitória do Peixe sobre o Flamengo, por 2 a 0, no dia 12 de setembro, na Vila Belmiro. Por conta disso, Juan havia sido denunciado sob a acusação de infringir os artigos 2.3 (recusar-se ou não se apresentar uma justificativa válida a submeter-se a coleta de amostra após notificado de acordo com as regras antidoping, ou de qualquer forma que configure recusa ou fuga da coleta) e 2.5 (adulteração ou tentativa de alteração de qualquer componente de controle) do Código Mundial Antidoping, combinado com artigos do Regulamento de Controle de Dopagem da CBF/2012.

Leia mais:  Vítima dos zagueiros, Neymar mostra canela "rabiscada" no Twitter

Entretanto, o departamento médico jurídico do santista já esperava uma absolvição de Juan, principalmente pelo fato de o exame após o triunfo sobre os cariocas ter dado resultado negativo. O Alvinegro Praiano foi apenas advertido no caso.

Desta forma, o lateral está liberado para ser utilizado normalmente pelo técnico Muricy Ramalho nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.