Na útima quinta-feira (12), a Organização Mundial da Saúde declarou a situação envolvendo o coronavírus como pandemia. A partir deste comunicado e do crescente número de casos da doença em diferentes países, inúmeros eventos começaram a ser cancelados e adiados. Não obstante, neste sábado (14), a Confedereção Brasileira de Vôlei decidiu por paralisar as competições do esporte por 15 dias. 

Leia também: Seleção brasileira feminina de vôlei vence e garante vaga para as Olimpíadas

CBV arrow-options
Divulgação
CBV

"Em comum acordo com representante de clubes, representante dos atletas, os técnicos das seleções brasileiras e autoridades da saúde, o comitê de crise da Confederação Brasileira de Voleibol ( CBV ) decidiu, na tarde deste sábado (14.03), pela paralisação de todos os jogos da Superliga Banco do Brasil e Superliga B por 15 dias como parte do esforço de contenção da disseminação do coronavírus (COVID-19)", iniciou o comunicado, que foi divulgado no site oficial da organização.

Leia também: Jogadora da Superliga se aposenta por problema cardíaco: "Hoje um sonho se vai"

"A comissão de crise da CBV se reuniu com o Dr. João Olyntho, um dos médicos das seleções brasileiras, na manhã de hoje, e consultou o presidente do Minas Tênis Clube, Ricardo Vieira Santiago, representante de clubes da CBV, e o levantador Raphael Oliveira, presidente da Comissão de Atletas, e os técnicos Renan Dal Zotto e José Roberto Guimarães em nome de todos os treinadores – todos concordaram com a decisão", continuou.

Leia também: É CAMPEÃO! Brasil vence o Japão e fatura o tri da Copa do Mundo de vôlei

"A Confederação de Vôlei  tem como único e exclusivo objetivo preservar a integridade de todos os envolvidos nas partidas oficiais da entidade", finalizou.

    Veja Também

      Mostrar mais