Tamanho do texto

Roger Federer superou o Marin Cilic por 3 sets a 2 na final do Aberto da Austrália. Com o título, o suíço conquistou seu 20º Grand Slam da carreira

Na manhã deste domingo, Roger Federer continuou provando porque é um dos melhores tenistas da história. Com 36 anos, o suíço fez um jogaço contra Marin Cilic na final do Aberto da Austrália . O número 2 do mundo foi superior nos momentos decisivos e venceu por 3 sets a 2, com parciais de 6/2, 6/7, 6/3, 3/6, 6/1.

Leia também: Wozniacki vence o Aberto da Austrália e volta a ser nº 1 do mundo

Roger Federer levanta o troféu no Aberto da Austrália
Twitter/Reprodução
Roger Federer levanta o troféu no Aberto da Austrália

A batalha durou pouco mais de 3 horas e, com a vitória, Federer chegou ao 20º título de Grand Slams na carreira. Na era aberta do tênis, que começou em 1968, apenas Serena Williams, com 23, e Steffi Graf, com 22, têm mais títulos. Seis desses troféus foram levantados na Rod Laver Arena , a mesma quadra do triunfo sobre Cilic. Assim, o suíço igualou ao sérvio Novak Djokovic como os maiores campeões do Aberto da Austrália.

"O conto de fadas continua para a minha equipe. Começou no ano passado, em Perth. E continua indo em frente. É inacreditável", declarou Federer em entrevista após o final da partida.

Leia também: Sul-coreano desiste e Roger Federer chega à 30ª final de Grand Slam

Batalha pelo topo

Com o título na Austrália, Federer se aproximou ainda mais de Rafael Nadal na briga pelo topo do ranking da ATP. Ele se manteve na segunda colocação, com os mesmos 9.605 pontos que tinha antes do início do torneio, já que defendia o título. Entretanto, o espanhol foi eliminado nas quartas de final por Cilic, e não conseguiu manter o resultado que teve em 2017, quando chegou até a final. Na ocasião, foi derrotado justamente pelo suíço. Assim, ele soma 9.760 pontos, apenas 155 a mais que o rival. Federer não está no topo da classificação geral há sete anos e meio, desde o dia 29 de junho de 2010.

Mesmo derrotado na final, Cilic não tem o que lamentar. Com os pontos somados com a segunda colocação no torneio, o croata subiu três posições no ranking, deixando de ser o sexto e assumindo a terceira colocação na classificação geral da ATP.

Leia também: ATP divulga lista de tenistas para Brasil Open 2018

Agora o que fica no pensamento é: até onde Roger Federer poderá surpreender o mundo? Com 36 anos, o suíço está jogando um dos melhores tênis de sua carreira e conquistando muitos títulos. Foram três Grand Slams nos últimos 12 meses.