Tamanho do texto

Com dores na coxa, espanhol abandonou a partida contra Marin Cilic no quinto e decisivo set. Croata tentará vaga inédita na final contra britânico

O jogo estava pegado, difícil, e as dores na coxa deixaram as coisas piores para Rafael Nadal no Aberto da Austrália . Atual número 1 do mundo, o espanhol desistiu do confronto contra Marin Cilic (6º no ranking) no quinto set, quando o placar marcava 3/6, 6/3, 6/7 (5), 6/2 e 2/0 a favor do adversário. Assim, o croata avança à semifinal do primeiro Grand Slam do ano para enfrentar o britânico Kyle Edmund.

Leia também: Após chocar o mundo 40 kg mais magra, tenista volta a ser "cheinha" e surpreende

Rafael Nadal se despede da torcida do Aberto da Austrália 2018
Reprodução/Twitter/AustralianOpen
Rafael Nadal se despede da torcida do Aberto da Austrália 2018

Apesar da derrota, Nadal segue como número 1 do mundo. Ele fechará a semana com 9.760 pontos e não poderá ser ultrapassado por Roger Federer, mesmo que o suíço seja campeão na Austrália, já que ele ficaria com 9.605 pontos. Na saída de quadra, Cilic lamentou a lesão do adversário.

"Realmente é uma falta de sorte para Rafa. Ele é um competidor inacreditável. Sempre dá seu melhor e é muita falta de sorte para ele que termine desta forma", disse o croata. Já na entrevista pós-jogo, o espanhol fez duras críticas aos responsáveis pelo circuito de tênis, que, segundo ele, não pensam na saúde dos tenistas.

Marin Cilic está na semifinal do Aberto da Austrália após desistência de Nadal no quinto set
Reprodução/Twitter/AustralianOpen
Marin Cilic está na semifinal do Aberto da Austrália após desistência de Nadal no quinto set

"Alguém que está no circuito deveria pensar um pouco no que está acontecendo. Há muitas pessoas se lesionando. Eu não sei se eles estão pensando em nossa saúde. Não agora que estamos jogando, mas há vida depois do tênis. Eu não sei se nós continuarmos jogando nessas superfícies muito duras, o que pode acontecer no futuro em nossas vidas", disse o espanhol.

Leia também: Bellucci é pego em exame antidoping e tem suspensão de cinco meses

Sem ter nada a ver com isso, Cilic buscará seu primeiro título no Aberto da Austrália. Ele alcança, em 2018, seu melhor resultado ao chegar na semifinal, o mesmo que aconteceu em 2010. Na ocasião ele foi eliminado por Andy Murray. O croata foi campeão do Aberto dos Estados Unidos em 2014.

Melo e Kubot eliminados

Já a dupla Marcelo Melo/Lukasz Kubot – cabeça de chave número 1 - foi derrotada pelo japonês Ben Mclachlan e o alemão Jan-Lennard Struff, por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 6/7 (4-7) e 7/6 (7-5), em 2h52min, e está eliminada do Aberto da Austrália.

A partida aconteceu na madrugada desta terça-feira e foi válida pelas quartas de final do Grand Slam, em Melbourne, na Austrália. Agora, Melo e Kubot voltam suas atenções para a sequência da temporada 2018. Próximo torneio será na Holanda, a partir do dia 12 de fevereiro, o ATP 500 de Roterdã.

Dupla não conseguiu a virada, após quase três horas de jogo
Divulgação
Dupla não conseguiu a virada, após quase três horas de jogo

"Eles jogaram realmente muito bem. Começamos a partida muito abaixo do que vínhamos jogando. Poderíamos ter iniciado muito melhor, para quem sabe já sair dominando e fazer um jogo diferente. A partir do segundo set passamos a jogar melhor, mas eles estavam mais confortáveis na partida, sacando melhor que nós. Então isso acabou sendo determinante. No terceiro set tivemos duas boas chances de break no 4/4, quando o jogo poderia ter sido decidido para o nosso lado", afirmou o brasileiro.

Leia também: Veja fotos de como as belas tenistas estão aproveitando suas merecidas férias

"Depois, no tie break, acabou um ponto decidindo para o lado deles. Realmente, a dupla acaba definida por um ponto ou outro. Infelizmente hoje foi para eles, que também mereceram muito a vitória por terem jogado muito bem, especialmente nas horas de pressão. Fica mais um aprendizado e lição para nossa dupla. Aumentar novamente os treinos e focar no que acabamos pecando aqui para não acontecer novamente e continuar tendo boas chances de outros títulos grandes pela frente", explicou Melo.

Títulos de Nadal

Aos 31 anos, Rafael Nadal vive grande fase. Ao todo, já conquistou 16 títulos de Grand Slam, mas apenas um na Austrália, em 2009. Por outro lado, venceu Roland Garros dez vezes, Wimbledon duas e o Aberto dos Estados Unidos três.