Tamanho do texto

Caso de Sam Ballard aconteceu em 2010. O australiano perdeu uma aposta com amigos e ingeriu a lesma. Desde então ele ficou com o corpo paralisado, sofria convulsões e tinha dificuldade de manter a temperatura corporal

Sam Ballard, ex-jogador de rugby comeu lesma depois de desafio de amigos
Reprodução/ The Daily Mail
Sam Ballard, ex-jogador de rugby comeu lesma depois de desafio de amigos

No início desta semana o cemitério Sidney Morning Herald, da Austrália, publicou o obituário do jogador de Rugby Sam Ballard , de 28 anos. O jovem ficou conhecido no mundo após engolir uma lesma de jardim e contrair meningite eosinofílica , ficando com metade do seu corpo paralisado por quase oito anos.

O caso do ex-jogador de Rugby foi noticiado pelo The Daily Mail , no ano de 2010. Segundo a publicação britânica, Sam perdeu uma aposta que tinha feito com amigos e, como pagamento, precisou engolir a lesma. Depois o garoto, que tinha 19 anos na época, começou a sentir-se mal.

Sam sentiu dores nas pernas e foi levado ao médico. Exames diagnosticaram a meningite, uma das doenças causadas pelo verme Angiostrongylus cantonensis . Esse parasita é encontrado em lesmas e caramujos.

Ele ficou um ano e 55 dias em coma e acordou com parte do corpo paralisado. Além de precisar de sonda para se alimentar, Sam sofria de convulsões e instabilidade da temperatura corporal. O caso recebeu especial atenção dos veículos de comunicação da Austrália e a família Ballard chegou a ir a diversos programas de televisão.

Leia também:  Delegado do caso Daniel diz que jogador não tentou estuprar mulher. Veja

Em 2016, a mãe do ex-atleta, Katie Ballard, entrou com uma solicitação no Plano Nacional de Seguro de Incapacidade da Austrália, quando o filho recebeu a permissão de receber 492 mil dólares, o equivalente a cerca de R$ 1,5 milhão. No entanto, em 2017, o privilégio de Sam foi reduzido para 135 mil dólares, ou seja, R$ 433 mil.

Com os processos de cuidado de Sam, a família acumulou uma dívida de mais de 40 mil dólares. Ao jornal  The Daily Telegraph  , o Plano Nacional de Seguro de Incapacidade afirmou no ano passado que "estavam trabalhando em estreita colaboração com a família Ballard" para tentar aumentar as quantias de contribuição.

Leia também:  Seleção Brasileira enfrenta os All Blacks em partida de rugby no Morumbi

No texto que o cemitério publicou, o ex-jogador de Rugby  agradeceu o apoio da mãe que sempre cuidou dele com dedicação e carinho ao lado dos irmãos mais novos, Joshua e Melanie.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.