Tamanho do texto

As duas Coreias chegaram a um acordo e decidiram se unir no desfile de abertura do evento. Os países também terão um time conjunto de hóquei

A Coreia do Sul e a Coreia do Norte chegaram a um acordo nesta quarta-feira (17) e irão se unir no desfile de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno , que será realizado em fevereiro, na cidade sul-coreana de Pyeongchang. As duas Coreias estão separados desde a década de 1950, após uma guerra entre os dois países. A diferença política entre os lados se mantêm até os dias atuais.

Leia também: Após sofrer no Rio 2016, Rússia é banida dos Jogos de Inverno de 2018 pelo COI

Coreias desfilando juntas nas Olimpíadas de Sydney, em 2000
Twitter/Reprodução
Coreias desfilando juntas nas Olimpíadas de Sydney, em 2000

Durante o desfile, os países irão ficar sob a tutela de uma bandeira unificada . Além da união na cerimônia de abertura, as duas Coreias irão se unir e formar um time conjunto de hóquei feminino para a disputa da competição. 

A informação foi divulgada pelo Ministério de Unificação da Coreia do Sul através de um comunicado oficial, assinado por Seul e Pyongyang.

No início do ano, a Coreia do Norte foi convidada pelo país vizinho e pela organização do evento a enviar uma delegação para participar efetivamente dos Jogos Olímpicos. Com o convite, o país eviará cerca de 550 membros. Além dos atletas, 140 artistas, 230 animadores de torcida e 30 praticantes de taekwondo para uma demostração também irão cruzar a fronteira. 

A delegação deverá chegar na Coreia do Sul no dia 25 de janeiro, segundo o mesmo comunicado divulgado.

Leia também: Olimpíada de Inverno em 2018, na Coreia do Sul, pode ser a mais fria em 20 anos

Histórico na competição

A Coreia do Sul tem um longo histórico de participações nos Jogos Olímpicos de Inverno, apenas ficando de fora em uma edição, em Oslo 1952, durante a guerra com o país vizinho. Ao todo, foram 17 edições com representantes, totalizando 53 medalhas, sendo 26 de ouro, 17 de prata e 10 de bronze.

A melhor participação do país foi em 2010, em Vancouver. Na ocasião, o país conquistou 14 medalhas, sendo 6 de ouro, e terminou a competição no quinto lugar na colocação geral. Na última edição, em Sochi 2014, os sul-coreanos terminaram com 8 medalhas, sendo 3 de ouro. No quadro geral, ficaram na 13ª posição.

A Coreia do Norte tem um histórico bem menor de participações, muito por conta do seu regime fechado e de pouca abertura para o fluxo de pessoas com outros países. Os norte-coreanos participaram de apenas 9 edições dos Jogos de Inverno. O país nunca conseguiu conquistar uma medalha de ouro no evento.

Sua melhor edição foi logo em sua estreia, em Innsbruck 1964, quando conquistou uma medalha de prata. Seu segundo pódio ocorreu em Albertville 1992, quando conquistou um bronze. As duas medalhas foram as únicas da Coreia do Norte nas Olipíadas de Inverno.

Leia também: COI abre portas para atletas norte-coreanos nos Jogos de Inverno de 2018

Será essa união das duas Coreias para os Jogos Olímpicos de Inverno um possível início de paz entre os dois países?