Tamanho do texto

Local de Ubatuba, Filipinho Toledo se consagrou como o primeiro brasileiro a vencer em Haleiwa a primeira etapa da Tríplice Coroa Havaiana

Filipe Toledo é o primeiro nome do surfe brasileiro a vencer o Hawaiian Pro
WSL/ Keoki Saguibo
Filipe Toledo é o primeiro nome do surfe brasileiro a vencer o Hawaiian Pro

Filipe Toledo conquistou a primeira vitória do surfe brasileiro nas ondas de Haleiwa, o primeiro desafio da Tríplice Coroa Havaiana . Outro conterrâneo do campeão, o também local de Ubatuba Wiggolly Dantas, disputou a final mas acabou na terceira colocação, atrás do norte-americano Griffin Colapinto. O quarto lugar ficou com o taitiano Michel Bourez.

LEIA TAMBÉM: Saiba tudo sobre o surfe e estilo de vida do esporte

"É maravilhoso, realmente incrível, porque senti o gosto da vitória em 2015, quando fui vice-campeão, mas agora consegui o título aqui, o primeiro brasileiro, é incrível isso”, disse Filipe Toledo. “Eu já me qualifiquei para o World Tour do ano que vem, então eu estava super relaxado. Eu só fiz o meu jogo com minhas estratégias e fiz o que precisava fazer, então agradeço a Deus pelas ondas nas baterias e por esses aéreos. Foi muito divertido", completou o atleta da elite do surfe .

LEIA TAMBÉM: Na elite do surfe há sete anos, Miguel Pupo fala sobre a experiência de ser pai

Pódio do Hawaiian Pro 2017: Filipe Toledo, Griffin Colapinto, Wiggolly Dantas e Michel Bourez
WSL/ Keoki Saguibo
Pódio do Hawaiian Pro 2017: Filipe Toledo, Griffin Colapinto, Wiggolly Dantas e Michel Bourez

Com a vitória, Filipinho ganhou 10 mil pontos no ranking da divisão de acesso à elite e subiu 40 posições. No ranking do CT, o brasileiro encontra-se em nono lugar, sendo o terceiro do país mais bem colocado. Na briga pelo título mundial, Gabriel Medina é o segundo colocado atrás de John John Florence e Adriano de Souza aparece na sétima colocação.

LEIA TAMBÉM: Surfista britânico fratura costela após ser atingido por onda de quase 20 metros; assista o vídeo

Rumo à elite

Nas semis em Haleiwa , ficaram ainda Adriano de Souza e Tomas Hermes, este, que com a atuação, confirmou sua vaga na elite de 2018. Além dele, Willian Cardoso também havia garantido o CT do ano que vem ao passar para as oitavas de final.

Estão classificados, por enquanto, quatro brasileiros para integrar a elite do esporte. Além de Hermes e Cardoso, ambos catarinenses, Jessé Mendes e Yago Dora já haviam confirmado suas vagas antes mesmo da Tríplice Coroa. O cearense Michael Rodrigues segue em busca de se manter dentre os 10 primeiros colocados do Qualifying Series .

    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.