Tamanho do texto

Medina é campeão da segunda etapa europeia e fica próximo do título; para vencer o bi, precisa ganhar no Havaí e torcer para que Florence perca na semi

Gabriel Medina vence Julian Wilson na final e é campeão do mundial de surfe em Portugal, na praia de Supertubos
WSL/ Damien Poullenot
Gabriel Medina vence Julian Wilson na final e é campeão do mundial de surfe em Portugal, na praia de Supertubos

Gabriel Medina é o grande campeão da décima e penúltima etapa do circuito mundial de surfe. Nesta quarta-feira (25), o brasileiro derrotou o australiano Julian Wilson na decisão em Peniche, Portugal. Com a vitória e os dez mil pontos computados, o atleta da praia de Maresias agora assume a vice-liderança do ranking e reafirma sua briga pelo título.

LEIA TAMBÉM: Saiba tudo sobre o surfe e estilo de vida do esporte

Com um mar não muito favorável, o jovem de 23 anos de idade conseguiu liderar a bateria até os três minutos restantes do final, quando foi surpreendido por uma bela onda de Wilson. No entanto, logo em seguida, Gabriel Medina deu show de surfe e conseguiu reverter a situação,  computou 6.93 e 6.33, fechando o placar em 13.26 contra 10.94 do australiano.

Vale lembrar que entrar na água contra Julian Wilson era a chance de revanche do brasileiro. Nas últimas três finais que se enfrentaram, o australiano acabou levando a melhor. Em agosto, no Taiti, no Havaí em 2014 e anteriormente em Portugal no ano de 2012, Wilson saiu como o campeão da etapa.

LEIA TAMBÉM: Conheça Rafaella Teixeira, promessa do surfe e atleta do Instituto Gabriel Medina

Europa

Gabriel Medina agora é o segundo colocado do ranking
WSL/ Damien Poullenot
Gabriel Medina agora é o segundo colocado do ranking

A perna europeia foi um tanto quanto importante para o brasileiro. Após vencer em Hossegor, na França, levar o troféu em Portugal faz com que Medina possa ficar ainda mais próximo do título e sonhar com o bicampeonato. Embora a lycra amarela ainda esteja nas mãos de John John Florence, são apenas 3.100 pontos que separam Gabriel do surfista havaiano e atual campeão mundial.

'Eu estou muito feliz agora, eu tinha um objetivo que era vencer um evento na Europa, mas ganhar os dois é incrível. Julian ganhou de mim várias vezes, então é muito bom vencer ele agora. Estou muito animado pela vitória", disse Medina. "Antes eu não estava, mas agora eu definitivamente estou pensando no título . O John John tem uma vantagem na pontuação, mas tudo pode acontecer. Eu quero muito surfar Pipe, eu amo aquela onda e eu já tive bons resultados no passado. Além do mais, nada é impossível!", completou.

LEIA TAMBÉM: Em revista da Fifa, Gabriel Medina abre o jogo sobre surfe e futebol

Última etapa

No dia oito de dezembro, a elite do surfe desembarca no Havaí para o último campeonato do ano. Com janela até o dia 20, vai ser em Banzai Pipeline onde o campeão mundial de 2017 será coroado. A briga vai ser boa e só Medina defende o Brasil, já que o segundo canarinho mais bem colocado é Adriano de Souza na sétima colocação e sem chance de título.

    Leia tudo sobre: surfe