Tamanho do texto

Australiana de 22 anos desbancou líder do ranking na semi e venceu tricampeã mundial na grande decisão; foi a primeira vitória de Nikki no tour

Nikki Van Dijk comemora sua primeira vitória em evento do circuito mundial de surfe
WSL/ Laurent Masurel
Nikki Van Dijk comemora sua primeira vitória em evento do circuito mundial de surfe

Nikki van Dijk é a grande campeã do Cascais Women's Pro e vai subir no lugar mais alto do pódio nesta quarta-feira (4), em Portugal. A australiana venceu a três vezes campeã mundial de surfe Carissa Moore na grande final com vantagem de apenas 0,57 pontos e agora entra na corrida pelo título desta temporada.

LEIA TAMBÉM: Saiba tudo sobre o surfe e estilo de vida do esporte

Com sua primeira vitória no tour, a atleta de 22 anos de idade saltou duas posições no ranking do circuito mundial de surfe e agora ocupa o quinto lugar da classificação geral. A compatriota Sally Fitzgibbons ainda continua com a lycra de líder, seguida de Courtney Conlogue, Tyler Wright e Sage Erickson.

A final em Cascais foi muito equilibrada, acabando em 10.67 para Nikki van Dijk contra 10.10 de Carissa. Mas antes de entrar na água para a decisão, a australiana tirou a líder Sally Fitzgibbons, que lamentou não ter ido à última bateria do evento. "Eu pensei ter feito o suficiente, foi uma daquelas que eu pensei ter surfado muito bem, mas quando ouvi as pontuações... Não entrar com a vitória é um desafio e vou aprender com isso. Não era para ser hoje", disse.

LEIA TAMBÉM: Orcas invadem campeonato de surfe na Noruega; assista o vídeo

Nikki van Dijk
WSL/ Laurent Masurel
Nikki van Dijk

A penúltima e próxima etapa do circuito feminino vai desembarcar na França, mais precisamente em Landes. A havaiana Carissa Moore é a atual defensora do evento. Após o final do campeonato, que tem janela entre os dias 7 e 18 de outubro, a elite do surfe mundial vai em direção ao Havaí, para a última etapa do tour.

LEIA TAMBÉM: Praia de Maresias vai receber QS 3000 em novembro; leia mais

Circuito mundial masculino

Enquanto isso, acontece ainda o evento dos homens, também em Cascais, mas pela divisão de acesso. No entanto, a competição masculina ainda está nas semifinais, que já têm suas baterias definidas. O único canarinho na disputa é o potiguar Ítalo Ferreira, que vai enfrentar o norte-americano Kanoa Igarashi. O local Frederico Morais entra na disputa contra o havaiano Ezekiel Lau.

Dos quatro competidores todos estão na elite mas nenhum deles está na briga pelo título mundial de surfe deste ano. O português é o melhor colocado, estando na 11ª colocação do ranking. O brasileiro se encontra na 23ª posição, mas vale lembrar que Ítalo ficou de fora de três eventos por conta de uma lesão logo após a primeira etapa.

    Leia tudo sobre: surfe