Tamanho do texto

Etiene Medeiros levou o ouro no 50m livre feminino e Bruno Fratus no masculino; a equipe de revezamento 4x200m também ficou em primeiro

Lance


Etiene Medeiros nadando arrow-options
Reprodução
Etiene Medeiros conquistou o ouro nos 50m livre

Um dos esportes mais fortes do Brasil na história dos Jogos Pan-Americanos, a natação não decepcionou e nos proporcionou seis medalhas, nesta sexta-feira, o quarto e penúltimo dia do esporte na edição de Lima. O destaque ficou por conta dos ouros nos 50m livre feminino (com Etiene Medeiros) e masculino (Bruno Fratus). O terceiro ouro veio do revezamento 4x200m livre, com Fernando Scheffer, Breno Correia, Luiz Altamir e João de Lucca.

Leia também: Com ippon, Rafaela Silva vence final e fatura o ouro no judô do Pan

Além deles, Léo Santos ficou com prata e Brandonn Almeida com o bronze na mesma prova: 400m medley (ou seja, quatro estilos). Depois, o Brasil faturou o bronze no revezamento 4x200m livre feminino. A equipe que ficou em terceiro é formada por Manuella Lyrio, Larissa Oliveira, Gabrielle Roncatto e Aline Rodrigues.

Etiene: a primeira a nadar

Logo na prova que abriu as decisões, a pernambucana Etiene Medeiros fez os 50m livre em 24,88 segundos e conquistou a terceira medalha dela neste Pan: bronze nos 100m costas e prata nos 4x100m livre. A prata e o bronze ficaram com os EUA. Após o feito, ela pediu oportunidades iguais para homens e mulheres no esporte.

- Acho que a natação feminina tem muito o que crescer. Eu to crescendo. Cada competição é diferente da outra. Quem era aquela menina em Guadalajara que ficava comendo chocolate todo dia e agora estou aqui conquistando outra medalha. Gostaria de ter feito um pouco mais forte, a gente que sabe que em nível mundial o buraco é mais embaixo. O Pan-Americano serve muito para a nossa carreira, mas não é tanto parâmetro. Agora é colocar a cara na água - comentou, ao canal Sportv .

Leia também: Pan 2019: Marco Grael e Gabriel Borges são ouro na classe 49er da vela

Fratus repete a dose

Na versão masculina da prova, Bruno Fratus, o principal nadador do Brasil na atualidade, conseguiu o seu primeiro ouro individual em Pans com o tempo de 21s61. Além dessa, ele tem outras cinco medalhas na história da competição. Assim como aconteceu com Etiene, a prata e a bronze ficaram com os EUA.

- Estava faltando, né?. Acho que eu estava devendo para o pessoal que acompanha natação . Hoje está pago.Dia 21 de setembro foi o dia da minha segunda cirurgia de ombro. É muito trabalho, nem dedicação, é obsessão por resultado - disse, ao Sportv .