Tamanho do texto

Danry Vasquez, da Venezuela, tem 24 anos e é jogador de beisebol nos EUA; crime aconteceu em 2016 e além de pagar multa, ele perdeu dois empregos

O venezuelano Danry Vasquez tinha 22 anos e era jogador do time de beisebol Corpus Christi Hooks, do Texas, nos Estados Unidos, quando foi preso, em agosto de 2016, acusado de agredir fisicamente a sua namorada. Por conta disso, ele foi demitido da equipe, mas conseguiu permanecer nos EUA. Após concluir as investigações, Vásquez precisou fazer algumas aulas contra violência de gênero e também pagar uma multa.

Leia também: Ex-jogador da MLB é preso por porte de 20 kg de drogas nos Estados Unidos

Danry Vasquez, jogador de beisebol, agrediu a namorada e foi demitido
Reprodução
Danry Vasquez, jogador de beisebol, agrediu a namorada e foi demitido

Assim, o jogador conseguiu espaço no Lancaster Barnstormers, time da Liga Atlântica Independente de beisebol. Mas só até a semana passada, quando a Justiça divulgou o vídeo do crime de 2016. Nas imagens, é possível ver Danry Vasquez dando vários golpes contra a mulher e a arrastando pela escada do estádio do Hooks, o Whataburger Field.

Por conta disso, o clube atual decidiu rescindir o contrato com o atleta. "Depois de terem tido conhecimento da natureza do incidente, os Barnstormers tomaram uma decisão imediata para cortar os laços com o defensor externo de 24 anos", informa a equipe, em comunicado.

Assista ao vídeo da agressão abaixo. Cenas fortes

Leia também: Camisa do primeiro jogador negro da MLB é leiloada por mais de R$ 6 milhões

Com uma simples pesquisa, a equipe de Lancaster, na Pensilvânia, teria evitado o vexame de contratar um homem que agrediu uma mulher várias vezes seguidas. Mas apesar de todos os fatos, o gerente do clube, Ross Peeples, disse, quando o contrato foi assinado, em janeiro, o seguinte:

Danry Vasquez com o uniforme do Houston Astros
Reprodução
Danry Vasquez com o uniforme do Houston Astros

"Depois de conversar com várias outras pessoas sobre ele, estou muito entusiasmado em trazê-lo. Ele foi um 'prospect' alguns anos atrás e ainda é muito jovem. Estou ansioso para ver o que ele pode fazer em nosso estádio". Com referência à formação do atleta no Houston Astros. Após o vídeo, a posição do dirigente mudou.

Leia também: Ex-atriz pornô é expulsa de partida de beisebol por agredir torcedor

"Não há escolha senão separar o relacionamento", disse Peeples em um comunicado sobre Danry Vasquez. "Nem eu, nem a organização dos Barnstormers como um todo, podemos tolerar ou nos associar a esse comportamento".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.