Tamanho do texto

Um pequeno gato apareceu nos gramados do Busch Stadium e desfilou para torcedores e jogadores do St. Louis e Kansas City; assista ao vídeo

Lorenzo Cain, jogador do Kansas City Royals admira gatinho que invadiu campo de beisebol
Reprodução
Lorenzo Cain, jogador do Kansas City Royals admira gatinho que invadiu campo de beisebol

Um visitante um tanto quanto diferente deu as caras durante uma partida da MLB, a liga norte-americana de beisebol. No duelo entre o St. Louis Cardinals e Kansas City Royals, um gatinho entrou em campo e ficou perambulando pelo gramado. O jogo, claro, acabou sendo paralisado até que o bicho fosse retirado para que não atrapalhasse nem fosse machucado.

LEIA TAMBÉM: Bolada em jogo de beisebol termina em briga generalizada; assista o vídeo

A torcida do Busch Stadium, no Missouri, adorou a presença do animal e inclusive os jogadores, admiravam-o enquanto ele passeava pelos gramados do campo de beisebol . Mas o gatinho que parecia inofensivo deu trabalho. Depois de conseguir ser capturado por um funcionário do estádio, o bichano não gostou nada da ideia de deixar o local e deu uma bela mordida no homem.

Veja a invasão do gatinho:




Depois da mordida, o funcionário do estádio foi encaminhado para a ala hospitalar do local, onde foi medicado. Mais tarde, Lucas Hackmann apareceu com o dedo enfaixado. "Quando eu o peguei, achei que ia ser mais fácil e tranquilo. Não sei se foi uma boa ideia, mas eu aprendi minha lição", explicou o garoto.

LEIA TAMBÉM: Torcedora mostra os seios para tentar distrair jogador adversário no beisebol

No Twitter, o irmão de Lucas publicou uma foto e acalmou a todos: "Ele está bem", escreveu.




Gato da sorte

Pelo visto o gato trouxe uma boa sorte para a equipe do St. Louis Cardinals. Logo após a aparição do animal, Yadier Molina fez um home run e o placar final terminou em 8 a 5 para os locais. "Nós esperamos que alguém encontre o gato e nos contate para que nós possamos cuidar dele", declarou o Cardinals em nota oficial.

LEIA TAMBÉM: Mascote é demitido após fazer gesto obsceno a torcedor; assista ao vídeo

“Eu não sou uma pessoa de gatos, mas eu tenho certeza que ele deu sorte”, disse Mike Matheny, gerente da franquia. Se o bichano contribuiu para a vitória ou não, ele tornou-se praticamente o mais novo mascote do time de beisebol de St. Louis.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.