Tamanho do texto

Argentino se aposentou no ano passado após 16 temporadas defendendo a franquia. Manu é considerado um dos maiores não-americanos da NBA

Manu Ginóbili jogou no San Antonio Spurs por 16 temporadas e se aposentou no ano passado
Divulgação
Manu Ginóbili jogou no San Antonio Spurs por 16 temporadas e se aposentou no ano passado

Na próxima quinta-feira (28) o San Antonio Spurs prestará uma homenagem ao argentino Manu Ginóbili. Aposentado desde o ano passado, o ala-armador defendeu a equipe por 16 temporadas e verá a camisa de número 20 ser aposentada no clube.

Leia também:  NBA abrirá espaço em São Paulo com eventos e telão para fãs assistirem finais

Manu Ginóbili será o nono jogador que atuou no San Antonio Spurs a ter sua camisa aposentada. Juntamente com ele estão Johnny Moore, Avery Johnson, Bruce Bowen, James Silas, Tim Duncan, Sean Elliott, George Gervin e David Robinson.

Manu iniciou sua carreira no Andino Sport Club, da Argentina, mas chegou ao estrelado na Itália quando venceu a Euroliga em 2001 pelo Virtus Bologna. Em 2001 se mudou para os Estados Unidos ao assinar com o Spurs.

Durante os 16 anos em que vestiu a camisa 20 da franquia do Texas, o argentino disputou 1.057 jogos tendo uma média de 13 pontos por partida.  Venceu por quatro vezes a NBA, foi escolhido duas vezes para o All-Star (2005 e 2011) e até hoje é o maior artilheiro de triplos da equipe (1.495) e jogador que mais roubou bolas (1.392).

Leia também:  Do Oscar à profissão de 'pai treinador'. Conheça os projetos de Kobe Bryant

Como preparação para a cerimônia da próxima quinta-feira, no mesmo dia em que a equipe enfrenta o Cavaliers, as redes sociais do San Antonio Spurs tem postado diariamente vídeos com depoimentos de ex-jogadores e torcedores sobre a importância do ala-armador no time com a hashtag #GraciasManu.

De acordo com Daniel Frescó, o primeiro biógrafo de Manu, estarão presentes na cerimônia seus ex-companheiros de equipe Tony Parker e Tim Duncan, além do treinador Gregg Popovich e demais atletas da história do Spurs.

“Manu Ginóbili é sinônimo de San Antonio, é história, é uma lenda, e não apenas de San Antonio, mas também da NBA ”, afirmou Frescó autor de Manu: o céu em suas mãos.

Manu Ginóbili comemora um dos seus quatro títulos da NBA
Reprodução
Manu Ginóbili comemora um dos seus quatro títulos da NBA

Em entrevista ao site Infobae, o biógrafo também comentou que a inclusão de Ginóbili no Hall da Fama do basquete é uma ‘questão de tempo’. A ideia tem apoio de Popovich “Ele é um jogador digno do Hall da Fama, um dos melhores concorrentes que já vi. Ele saiu do seu caminho para ganhar e sempre fez isso com a alma”.

Leia também:  Federação de motociclismo afasta pilotos após briga na Costa Rica; assista

Manu Ginóbili não fez história apenas na NBA, mas fora dela. Pela seleção argentina ele conquistou um ouro olímpico em Atenas 2004 e um bronze em Pequim 2008. Foi prata no Sul-Americano de 1999 e no Mundial de 2002.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.