Coreano é um dos grandes nomes do Free Fire no Brasil
Instagram/Coreano
Coreano é um dos grandes nomes do Free Fire no Brasil

Adriano Luiz Junior, mais conhecido como 'Coreano', é sucesso nas redes sociais e um dos principais jogadores de Free Fire do Brasil. O jovem já passou por muitas dificuldades até se tornar um dos grandes nomes do game no país, como vender esterco para adubo de terras de chácaras para poder se sustentar e não poder estar ao lado de sua avó em momentos de enfermidade.


Coreano, que conta com mais de 850 mil inscritos em seu canal no YouTube, é criador da ' Morangos Cup', evento que reúne grandes nomes do Free Fire. O streamer falou com exclusividade ao iG Esporte sobre o seu início na modalidade e planos futuros, como o investimento em outros games.

O 'God' é um dos caras que proporcionou oportunidades para muitos que estão na cena, inclusive você. Qual é a importância dele no começo da sua carreira?

- Se não fosse a ajuda dele eu não teria sido reconhecido tão rapidamente assim. O God foi uma pessoa que mudou a minha vida pra melhor, me ajudou muito. Tenho poucas palavras para agradecer ele, mas uma gratidão eterna.

Você acha que atualmente o mercado de Free Fire está saturado? É difícil de surgir novas promessas?

- O crescimento do game foi muito rápido e surgiram vários talentos. Acredito que hoje está mais concorrido, mais difícil para aparecer quem faça algo inusitado. Um player hoje em dia, para ter destaque, tem que ser muito diferenciado.

Como foi a ideia de criar a Morangos Cup?

- A Morangos Cup foi o meu primeiro campeonato, onde eu tive a intenção de juntar os melhores players da atualidade e deu muito certo. Tinha muitos amigos e muitos talentos surgindo também. Organizar um evento, mesmo que pequeno, tem suas dificuldades, ainda preciso melhorar em alguns aspectos.

Você viu?

Coreano, quais são as equipes que você destaca como mais promissoras no cenário atual do FF?

- Temos as equipes que todos conhecem como: Loud, Pain, Fluxo, Corinthians, God e cada dia fica mais acirrado com novas equipes aparecendo.

Para ter o sucesso que você tem hoje, imagino que foram horas e horas de dedicação ao Free Fire e aperfeiçoamento da técnica, tendo que abdicar de muitas coisas para focar no seu futuro. Tem algo que você se arrepende por não ter feito ao longo desse tempo por conta do foco no FF?

- Eu sempre tive apoio de todos quando percebi que o Free Fire me traria futuro, então todo tempo dedicado valeu a pena. Para conquistar algumas coisas tive que me dedicar muito, trabalhar sem saberia se ia dar certo. Investi muito nas lives, não parava um dia. Quando minha avó faleceu, eu estava em live. Foi bem difícil, mas precisei dessa disciplina pra alcançar lugares mais altos.

Você está com um projeto para ter dois times profissionais no Valorant, um game que está crescendo demais no cenário. Você enxerga o público do Valorant aumentando no futuro e sendo preferência da galera?

- A minha ideia em criar um time profissional em outro jogo é expandir o nome Morangods e também trazer novas oportunidades a jogadores que merecerem ter reconhecimento e que começaram há pouco tempo. O Valorant surge como possibilidade, mas estou aberto.

Como você se sente ao olhar para trás, onde você passou por muitas dificuldades, e hoje ser um sucesso na internet?

- Olhar e saber que eu passei por inúmeras dificuldades só faz eu sentir que fiquei mais forte. Todo esse sucesso na internet veio de grandes lutas diárias e eu me sinto feliz demais. Sei que é contínuo, preciso continuar indo atrás. Mas é muito bom fazer parte de um cenário como do FF e saber que te permite crescer sempre.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários