Tóquio 2020
Reprodução / Twitter
Tóquio 2020

Toshihiro Nikai, número dois do principal partido no poder no Japão , não descartou a chance de cancelar os Jogos Olímpicos de Tóquio se a quantidade de novos casos do coronavírus Sars-CoV-2 seguir aumentando no país.


"Teremos que cancelar (os Jogos) sem hesitação se não for mais possível controlar a pandemia. Se os contágios se propagarem em decorrência das Olimpíadas, não sei para que elas servem", declarou o secretário-geral do Partido Liberal Democrata (PLD) ao canal "TBS".

Nikai também afirmou ser necessário "fazer um julgamento em etapas" e estimou que "muitas dificuldades ainda precisam ser superadas". No entanto, o secretário acrescentou que o megaevento é uma boa "oportunidade" para o país.

Na quarta-feira (14), a cidade de Matsuyama, no oeste do Japão, anunciou que vai cancelar a passagem da tocha olímpica. Já Osaka preferiu realocar o revezamento para um parque fechado ao público.

Nas últimas semanas, os casos de Covid-19 no Japão dispararam e obrigaram as autoridades a implementar novas restrições às atividades comerciais. A situação em Osaka segue preocupante, com mais de 1,2 mil novos casos em 24 horas. O mesmo vale para a capital Tóquio, que teve 734 novos contágios.

De acordo com as últimas pesquisas  da agência "Kyodo", 39,2% dos japoneses acreditam que o cancelamento definitivo das Olimpíadas é a decisão mais adequada, enquanto que 32,8% disseram ser a favor de um novo adiamento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários