Alessandro Zanardi
Divulgação
Alessandro Zanardi

O ex-piloto Alex Zanardi mostrou novamente "imortal" e assombrou mais uma vez os médicos. Após seis meses do grave acidente sofrido e das diversas cirurgias cerebrais , ele já consegue falar.

Segundo a neurologista Federica Alemanno, do hospital San Raffaele, em Milão, o atleta falou suas primeiras palavras durante um processo de cirurgia cerebral com o paciente acordado, realizado para testar e preservar as funções cerebrais do paciente.

"Foi uma grande emoção quando ele começou a falar, ninguém acreditou. Ele estava lá e se comunicou com sua família", disse Federica Alemanno ao jornal "Corriere della Sera".

Ela também ecplicou o procedimento. “Sou o primeiro a atender o paciente candidato à cirurgia. Submeto-o a um teste para saber quais são suas habilidades cognitivas. Por exemplo, se estamos na zona de memória, mostro ao paciente, que está sedado mas não adormecido, a fotografia da esposa. Se ele reconhecer significa que o bisturi não prejudicará essa função e o cirurgião poderá prosseguir. O objetivo não é apenas a sobrevivência do paciente, mas também salvaguardar ao máximo as suas funções cognitivas e garantir a melhor qualidade de vida possível", disse.

Você viu?

Ainda sem previsão de alta, Zanardi seguirá em tratamento em um hospital de Pádua, perto da casa de sua família. Em novembro, ele foi transferido de unidade após passar por cirurgias cerebrais e faciais em Siena e no hospital San Raffaele de Milão.

Vale lembrar que o ex-piloto de Fórmula 1 e quatro vezes campeão paraolímpico sofreu um grave acidente em 19 de maio, quando, durante uma corrida de ciclismo adaptada que percorreu a Itália de norte a sul, ele bateu em um caminhão, causando graves ferimentos na sua cabeça e graves danos neurológicos.

Ele foi rapidamente transferido de helicóptero para o hospital Santa Maria alle Scotte de Siena e passou por quatro operações, diferentes hospitais e centros de reabilitação. "O cérebro voltou a uma condição segura, começou a tecer as conexões novamente", explicou a neurocientista.

Vale lembrar que, antes desse caso, no dia 15 de setembro de 2001, Zanardi sofreu um trágico acidente no circuito alemão de Lausitzring, em uma corrida do campeonato ChampCar em que liderava. O italiano perdeu o controle de sua Reynard, girou no meio da pista no momento em que seu compatriota Alex Tagliani chegava a 320 km/h, e a batida foi inevitável. Após ficar em coma induzido por vários dias, os médicos não tiveram escolha a não ser amputar suas pernas acima do joelho em uma tentativa desesperada de salvar sua vida.

Antes, em 1993, aos comandos de um Lótus, bateu brutalmente no circuito de Spa, acidente que o afastou da Fórmula 1 por quase um ano. Seu coração parou sete vezes e um padre chegou a ser chamado, mas ele milagrosamente acordou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários