A desqualificação de Novak Djokovic do US Open , após acertar a juíza de linha -  o jogador pediu desculpas pelo ocorrido - não é novidade no mundo do tênis, como algumas pessoas podem imaginar.

Com está claro nas regras do jogo, os árbitros da cadeira e da linha são intocáveis, física e verbalmente, seja a ação do tenista voluntária ou não.

Diante disso, outros ilustres tenistas mundiais já sofreram expulsões por comportamentos semelhantes ao do sérvio. De McEnroe no Aberto da Austrália em 1990 e Shapovalov na Copa Davis em 2017, são alguns dos casos mais famosos.

Djokovic, aliás, tentou argumentar para evitar a desqualificação do US Open.

Segundo informações dos poucos jornalistas presentes, ele alegou ao juiz principal que poderia sofrer outras punições. "Existem várias penalizações entre as quais podem decidir, como a penalidade de um set. Ela não teve de ir para o hospital por isto. Vão mesmo decidir-se por uma desqualificação nesta situação? A minha carreira, Grand Slam, palco principal?",alegou o número um do mundo.

O juiz Lars Graff, por sua vez, admitiu ao jogador que a decisão poderia ter sido outra, caso a juíza de linha tivesse levantado logo, mas, não foi o que ocorreu e ela teve que deixar a quadra.

Veja as outras ocorrências:

DENIS SHAPOVALOV (Copa Davis 2017): 



DARIAN KING (Charlottesville 2014): 



OLGA PUCHKOVA (Washington WTA 2013):



DAVID NALBANDIAN (Queens 2012):



TIM HENMAN (Wimbledon 1995):



JOHN McENROE (Open Australia 1990):



STEPHAN KOUBEK (Austria 2010):



    Veja Também

      Mostrar mais