Anéis olímpicos de Tóquio arrow-options
Reprodução/Instagram
Anéis olímpicos de Tóquio

O governo do Japão admitiu na última terça-feira (03) a hipótese de adiar os Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, para o fim do ano por causa da epidemia do novo coronavírus (Covid-19), que já contaminou 1.000 pessoas e matou 12 no país.

Caso a Olimpíada de Tóquio seja de fato cancelada, será a quarta vez que isso acontece na história, porém a primeira em que o motivo é a epidemia de uma doença, e não uma guerra.

A primeira edição não realizada dos jogos foi em 1916, quando Berlim, sede escolhida pelo Comitê Olímpico, estava no centro da Primeira Guerra Mundial. O país europeu até se preparava para receber o evento, mas a longa duração do confilito (de 1914 a 1918), impediu sua realização.

Leia também: PSG veta participação de Neymar e Mbappé na Olimpíada de Tóquio

Em 1940, os Jogos Olímpicos, assim como em 2020, aconteceriam no Japão, que se envolveu na Guerra Sino-Japonesa, e viu a sede ser transferida para Helsinque, na Finlândia, em 1937. Apesar do esforço, a Olimpíada daquele ano acabou sendo cancelada por conta do início da Segunda Guerra Mundial, em 1939.

Segunda Guerra Mundial arrow-options
Reprodução
Segunda Guerra Mundial

A última edição de Olimpíada não realizada aconteceu em 1944, ainda por conta da guerra, que só acabaria no ano seguinte. A sede seria Londres, que aguardou até 1948 para receber os Jogos Olímpicos.

Apesar de todo alarmismo, o presidente do COI, Thomas Bach, rechaçou a hipótese de adiamento e garantiu que as Olimpíadas começarão no dia programado.

"O COI está totalmente determinado a fazer com que os Jogos ocorram com sucesso a partir de 24 de julho e até 9 de agosto", declarou o cartola nesta terça, ao abrir a reunião do comitê-executivo da entidade, em Lausanne, Suíça.

Até o momento, o novo coronavírus já contaminou mais de 91 mil pessoas em todo o mundo e fez mais de 3,1 mil vítimas. O balanço no Japão inclui 1.000 contágios e doze mortes, considerando os 706 casos e seis falecimentos ligados ao navio Diamond Princess, que estava em quarentena na Baía de Yokohama. 

    Veja Também

      Mostrar mais