Tamanho do texto

Com três derrotas e cinco vitórias no torneio, seleção masculina alcançou o melhor resultado da história da modalidade no país

O Brasil terminou o Mundial de Handebol com a melhor posição da história
Getty Images
O Brasil terminou o Mundial de Handebol com a melhor posição da história

Nesta quarta-feira (23) a seleção brasileira masculina encerrou sua participação no Mundial de Handebol. Com três derrotas e cinco vitórias, a equipe terminou na nona colocação, o melhor resultado da história da modalidade no país.

Leia também:  Com Creed II, relembre outras vezes em que o boxe foi destaque no cinema

O desempenho da seleção de handebol foi promissor e anima os torcedores para as próximas competições. Os meninos do Brasil abriram o torneio contra a França, atual bicampeã mundial, e fizeram um jogo bem equilibrado, perdendo por apenas um ponto de diferença.

Na segunda partida foi a vez de encontrar a dona da casa, a seleção da Alemanha. O Brasil perdeu novamente pelo placar de 34 a 21. A seleção é a atual campeã sul-americana, já esperava ambos os resultados, já que as duas equipes são postulantes ao título de 2019.

Mas a seleção se recuperou e venceu a Sérvia e a Rússia, primeira vez que o Brasil supera dois europeus em um Mundial. Com a vitória sobre a Coreia Unificada, a seleção avançou para a segunda fase e superou seu melhor desempenho do Mundial de 2013, quando foi 13º colocado.

Leia também: Polícia encerra buscas pelo avião que desapareceu com jogador a bordo

Entre as doze melhores seleções do mundo no handebol masculino, o Brasil caiu numa chave em que precisava vencer Croácia, Espanha e Islandia para ir às semifinais e continuar o caminho histórico.

A vitória contra a Croácia foi espetacular e ‘enormeeeee’ como publicou o perfil oficial do Mundial 2019 em seu Twitter. A seleção fez 29 a 26, sofrendo nos últimos minutos, mas com boa atuação durante toda a partida.

Então veio a Espanha e a derrota que tirou o sonho dos brasileiros. A seleção perdeu por 36 a 24 para os espanhóis e perdeu a chance de avançar as semifinais. O time parecia cansado (a partida foi no dia seguinte a da Croácia), sofreu com a forte defesa da Espanha e não conseguiu encaixar o ataque.

Apesar de já desclassificados, os meninos do Brasil voltaram a quadra nesta quarta-feira e enfrentaram a Islandia. A vitória por 32 a 29 e combinações de resultados de outras equipes, o Brasil fechou o Mundial na nona colocação.

Leia também:  Real Madrid foi clube que mais lucrou na temporada passada, diz estudo

Todo o caminho da seleção masculina de handebol mostra uma evolução do esporte e dá esperanças para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.