undefined
Reprodução
Mais um atleta olímpico da Rússia caiu no doping, como vem acontecendo nos últimos anos

A delegação russa nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang , na Coreia do Sul, que está competindo sob a bandeira neutra do COI (Comitê Olímpico Internacional) confirmou neste domingo que um de seus atletas caiu no doping.

Leia também: "Angelina Jolie russa" arranca suspiros em Pyeongchang; conheça a bela do gelo

Segundo agências de notícias do país, Konstantin Vybornov, porta-voz dos "Atletas Olímpicos da Rússia", afirmou que a equipe recebeu uma notificação da entidade sobre um teste positivo de doping de um de seus competidores. Uma contraprova ainda será feita para confirmar o resultado.

Leia também: Atleta austríaco de snowboard quebra vértebra da cervical em Pyeongchang

undefined
Instagram
Alexander Krushelnitskiy competiu ao lado da esposa no curling

Oficialmente, o nome do atleta não foi divulgado, mas alguns jornais do país dizem tratar-se de Alexander Krushelnitskiy , medalhista de bronze nas duplas mistas do curling em Pyeongchang. A substância encontrada em seu sangue seria o meldonium, medicamento usado contra a diabetes, mas que melhora a capacidade de performance do atleta.

Lembrando que Krushelnitskiy competiu ao lado da bela esposa Anastasia Bryzgalova, conhecida no esporte como "Angelina Jolie russa", e ambos conquistaram a medalha de bronze, a primeira do país em toda história da modalidade.

Recentemente, a tenista russa Maria Sharapova chegou a ficar suspensa por 15 meses pelo uso de meldonium. A Rússia foi proibida de participar dos Jogos de Inverno por causa de um escândalo de doping patrocinado pelo Estado, que ajudava atletas a burlar exames.

Rússia parcialmente banida

Alguns competidores que conseguiram provar que estavam "limpos" foram admitidos nas Olimpíadas, mas eles competem sob a bandeira olímpica. O país pleiteava o restabelecimento de sua equipe para a cerimônia de encerramento dos Jogos, mas o caso de doping deve ser um obstáculo para esse objetivo.

Leia também: Pais viajam 17 mil quilômetros de bike para ver o filho nos Jogos de Inverno

Até o momento, o único caso de doping confirmado em Pyeongchang é o do patinador de velocidade japonês Kai Saito, que testou positivo para um diurético proibido. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários