Tamanho do texto

Sensação térmica da cerimônia de abertura pode chegar a -14º C e isso se tornou uma preocupação extra para os organizadores do evento

Além do escândalo de doping envolvendo atletas russos e a crise da baixa venda de ingressos, o Comitê organizador da Olimpíada de Inverno de 2018, em Pyeongchang, na Coreia do Sul, tem outra grande preocupação: o frio.

Leia também: Após sofrer no Rio 2016, Rússia é banida dos Jogos de Inverno de 2018 pelo COI

Estádio de Pyeongchang, onde será realizado as cerimônias de abertura e encerramento da Olimpíada de Inverno
Divulgação/Ansa
Estádio de Pyeongchang, onde será realizado as cerimônias de abertura e encerramento da Olimpíada de Inverno

De acordo com os organizadores do evento, que iniciará em fevereiro, a abertura da competição será a mais fria dos últimos 20 anos. Tudo porque a abertura da Olimpíada de Pyeongchang será realizado no estádio principal da cidade sul-coreana, que, por não ser coberto, dará ao público uma sensação térmica de menos 14 graus Celsius.

A Coreia do Sul está planejando uma série de medidas para as cerimônias de abertura e encerramento, com o objetivo de evitar que o público não tenha hipotermia. Uma das ideias é distribuir cobertores. O país preferiu não construir uma cobertura na arena para economizar dinheiro e tempo.

Leia também: 'Homem-forte' da Copa 2018 é banido, mas Fifa nega preocupação

"Esta é uma questão muito séria, que está criando uma dor de cabeça não só para os organizadores, mas ao escritório presidencial, que enviou funcionários para o local para descobrir maneiras de lutar contra o frio", explicou Shim Ki-Joon, membro do comitê.

A sensação térmica pode superar os 11 graus negativos que foram registrados na abertura dos Jogos de Inverno de Lillehammer, na Noruega, onde o estádio que foi realizado a cerimônia não tinha também cobertura. Os Jogos Olímpicos de Inverno serão disputados entre os dias 9 e 25 de feveiro de 2018.

Leia também: Lembra da Hope Solo? Ela tentará ser presidente da Federação dos EUA

Outro problema

Além do frio, a Olimpíada de Inverno de 2018 enfrenta outros problemas. Um deles é a baixa venda de ingressos, mas o maior é a não participação da Rússia. O país foi banido pelo COI acusado de patrocinar uma rede de fornecimento de substâncias ilícitas para atletas e de fraudes em exames. O comitê garante, no entanto, atletas que comprovarem que estão "limpos" poderão participar dos Jogos de Inverno de 2018, mas sob a bandeira olímpica - se ganharem medalha de ouro, por exemplo, não ouvirão o hino russo. Além disso, terão de se submeter a uma banca de avaliação formada por quatro membros.