Tamanho do texto

Tio de Nadal afirmou que está será a última temporada ao lado do atleta. Depois, ele irá se dedicar exclusivamente a cuidar de novos talentos no tênis

Rafael Nadal não será mais treinado pelo tio
Reprodução/Twitter
Rafael Nadal não será mais treinado pelo tio

A parceria vitoriosa de Rafael Nadal com o tio Tony está perto do fim. Tony Nadal anunciou que esta será a última temporada como técnico do sobrinho. As informações são do jornal "Marca" e de agências internacionais de notícias. 

Leia mais: Rafael Nadal considera ser presidente do Real Madrid

Tony diz que se despede de Rafael Nadal para cuidar integralmente de novos talentos do tênis em sua academia em Manacor. "Quero cuidar das crianças neste momento que é o mais delicado para eles", comenta o técnido de 55 anos. 

Aos 30 anos, Nadal se recuperou de lesões no punho e voltou a figurar em finais de Grand Slam. Ele começou 2017 com a chamada "final dos sonhos" no Aberto da Austrália , na qual foi derrotado pelo suíço Roger Federer. 

Leia mais: Serena é campeã do Aberto da Austrália, quebra recordes e volta a ser a nº 1

Fim da parceira

Tony diz ainda que ao longo de todos os anos de trabalho com o sobrinho - eles estão juntos desde o início de Rafael no tênis - eles praticamente não tiveram momentos de crise. Entretanto, as coisas estavam, aos poucos, ficando mais complicadas. 

"Nos últimos 17 anos eu decidi tudo pelo Rafa. Então chegou Carlos Costa, seu empresário, e o pai de Rafa com suas próprias opniões. A verdade é que, a cada ano, eu decidia menos e menos. E chegariamos a um ponto que não decidiria mais nada.", justifica Tony. Ele está em Budapeste, na Hungria, em uma conveção de técnicos profissionais de tênis. 

"Tenho viajado durante muitos anos com Rafa e, agora, quero voltar a treinar os jovens e a nossa academia é o lugar perfeito para isso", completa. 

Confiança no sobrinho

Tony diz também que não seria uma surpresa se o sobrinho ganhasse um Grand Slam nesta temporada, depois de todos os problemas no punho e as lesões recentes. Vitórias recentes sobre nomes como Milos Raonic, Gael Moflis e o desempenho na Austrália são bons indicativos.

"Ele estava mentalmente abalado porque muitos problemas físicos e havia perdido a confiança em seu corpo. Agora ele está bem fisicamente e quando recuperar a força, vai mudar a atitude e ficará forte mentalmente de novo". 

Desde dezembro, Rafael Nadal contava com três integrantes em sua comissão: o tio Tony, Francisco Roig e o ex-tenista Carlos Moyá, que foi inclusive chamado pelo tio do tenista para o cargo.