O professor de Muay Thai Richardy de Oliveira e seu sobrinho, João Vitor de Oliveira Marinho, que era auxiliar de Jiu-Jitsu, morreram afogados no último final de semana depois do bote em que pescavam virar na região do Truaru. zona rural de Boa Vista.

Leia também: Após acidente com morte na F2, piloto passa por cirurgia e se recupera na UTI


montagem de lutadores mortos
Reprodução/Facebook/Federação de Jiu-Jitsu do Estado de Roraima
Lutadores morreram afogados após bota virar

Richardy, do CT Gold JNeto, ainda conseguiu resgatar o filho, de oito anos, mas ele e o sobrinho não resistiram e se afogaram. O corpo dos lutadores foi encontrado pelo Corpo de  Bombeiros na noite de sábado (07), quando eles receberam um chamado.

Leia também: Conor McGregor dá soco em idoso que recusou seu whisky; assista

Depois que a canoa virou, Richardy, que tinha 33 anos, salvou o filho e o levou à margem, mas na tentativa de salvar o sobrinho, de 15, não conseguiu retornar e os lutadores se afogaram.

Em nota, a Federação de Jiu-Jitsu do Estado de Roraima lamentou o ocorrido. "A Federação de Jiu-Jitsu do Estado de Roraima - FJJERR, se solidariza com todos os familiares e Equipe do CT GOLD P J Neto, infelizmente aconteceu essa tragédia com o Professor Rychardy e seu sobrinho, uma grande perda. Os nossos sentimentos e condolências a todos da família e Academia e seus alunos.#Luto#".

Leia também: Brasileira ex-UFC acusa treinador de agressão e mostra o rosto ensanguentado

João Vitor auxiliava o tio nas aulas de Muay Thai do projeto CT Gold JNeto e era faixa-verde de Jiu-Jitsu. Richardy também era lutador de MMA. Não há informações sobre o enterro dos lutadores .

    Leia tudo sobre: Luta

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários