Tamanho do texto

Jennifer Ravalo entrevistava o búlgaro Kubrat Pulev quando o atleta deu um beijo nela. Em sua defesa, o lutador disse que os dois são amigos

undefined
Reprodução
O lutador de peso pesado do boxe, Kubrat Pulev, beijou a repórter a força durante entrevista

O lutador de boxe Kubrat Pulev teve sua licença caçada depois de assediar uma repórter no último fim de semana.

Leia também: Boxing For You 2019 está chegando! Confira os lutadores dos sete combates

A decisão partiu do chefe de boxe da Califórnia depois que Pulev beijou a repórter Jennifer Ravalo, do Vegas Sports Daily, à força durante uma entrevista no último sábado. O lutador tinha acabado de vencer o romeno Bogdan Dinu.

Pulev precisou comparecer em reunião com a Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC) para se defender da acusação, mas disse que a comissão estava “levando o incidente muito a sério”.

Em comunicado divulgado pela CSAC, o atleta só poderá recuperar sua licença quando “comparecer diante da comissão e demonstrar que vai se conformar com esse princípio de respeito”.

Em uma entrevista coletiva, a repórter revelou que se sentiu “humilhada” com o gesto “repugnante” de Pulev. Ela também contou que além do episódio do beijo o lutador apertou suas nádegas.

“No meio da entrevista, ele agarrou meu rosto e me beijou. Fiquei imediatamente chocada e envergonhada, e não sabia como responder. Em seguida, eu fui até a mesa para colocar meus itens na minha mochila. Ele pegou minhas duas nádegas e apertou com as duas mãos. Então ele se afastou sem dizer nada para mim e riu”, contou.

Leia também:  Tifanny protege Bernardinho de polêmica e rebate Ana Paula: "Oportunista"

A Vegas Sports Daily , canal de televisão em que Jenny trabalha, apoiou a jornalista e revelou estar “trabalhando 24 horas por dia com Jenny SuShe e a equipe de gerenciamento de Pulev para investigar o assunto e determinar os passos/ações apropriadas”.

Na segunda-feira passada, após a repercussão do caso, o lutador se manifestou em suas redes sociais. “Jenny é, na verdade, uma amiga minha e, depois da entrevista, fiquei tão feliz que lhe dei um beijo. Mais tarde naquela noite, ela se juntou a mim e aos meus outros amigos na minha festa pós-luta”, escreveu Pulev.

“No vídeo, depois do nosso beijo, nós dois rimos e agradecemos um ao outro. Não há nada de mais nisso”, comentou. Jenny negou as alegações do lutador.

Leia também: Doping de campeões mancha o esporte, mas destaca esforço do UFC

Kubrat Pulev tem 37 anos e sua carreira profissional no peso pesado do boxe inclui 28 lutas sendo 27 vitórias (14 por finalização) e uma única derrota para Wladimir Klitschko, em 2014.