Tamanho do texto

Ex-campeã do UFC demonstrou incômodo com assunto: "Realmente não acho que devesse responder este tipo de coisa. É minha vagina, minha vida"

A ex-campeã peso-galo do UFC e lutadora de telecatch WWE, Ronda Rousey, se irritou com os boatos de que irá pausar a carreira a partir de abril para se tornar mãe. Aos 30 anos e casada com o também lutador Travis Browne, a norte-americana falou sobre o assunto em entrevista à pagina dedicada às mulheres da  ESPN dos EUA.

Leia também: Com estreia de Creed II, relembre outras vezes que o boxe foi destaque no cinema

Ronda Rousey, após sair do UFC, se tornou campeã no WWE
Divulgação
Ronda Rousey, após sair do UFC, se tornou campeã no WWE

"Sinceramente, não sei por que alguém acha que tem autoridade para falar sobre os planos para o meu útero. Se respondesse toda vez que o mundo especulasse sobre o que eu estava fazendo com o meu útero, não teria um momento livre no meu dia", iniciou Ronda Rousey .

"Realmente não acho que devesse responder este tipo de coisa. É a minha vagina, a minha vida, fiquem com as especulações para vocês. Deixem a mim e meus órgãos reprodutivos em paz", acrescentou a lutadora.

Apesar da irritação sobre os rumores, Ronda falou sobre o sonho de se tornar mãe, mas ressaltou que não sabe muito bem como prosseguir pela falta de experiência e também por conta do bom momento em sua carreira.

Leia também: Evento de boxe no Rio de Janeiro reunirá três medalhistas olímpicos do Brasil

"Não mantive em segredo que eu definitivamente gostaria de começar uma família. Mas como se faz isso? Amo (o momento atual da carreira) mais do que pensava que amaria. Então, você segue em frente até acontecer de engravidar? Ou deveria parar e tentar engravidar? Ou vai tentando engravidar, se pressionando, e então é menos provável que engravide?", questionou.

"Nunca tive um bebê antes, não conheço esse tipo de coisa. Seria legal apenas continuar atuando e então, um dia: “Surpresa! Estou grávida”. Isso seria divertido. Há muitas coisas no ar, muitas decisões que temos que tomar como família. Estou tentando entender isso enquanto sigo em frente", completou.

Antes de entrar no mundo do MMA, Rousey se tornou a primeira mulher norte-americana a ser medalhista olímpica de judô. Depois, partiu para as artes marciais mistas e dominou a categoria peso-galo do UFC por anos, chegando a ficar 12 lutas invicta.

Leia também: Lutador Fabrício Werdum resgata adolescente que se afogava em praia dos EUA

A primeira derrota aconteceu em novembro de 2015, para Holly Holm. Depois, Ronda Rousey enfrentou a brasileira Amanda Nunes para tentar recuperar o cinturão, mas foi novamente nocauteada. Hoje, a lutadora faz parte do RAW, que pertence ao WWE . Além disso, faz participações em filmes e também dubla filmes de animação e videogames.

    Leia tudo sobre: gravidez luta