Tamanho do texto

Lutador foi encontrado morto com uma roupa pesada, que, segundo o treinador, seria para estimular a perda de peso antes de uma luta

Jordan Coe, escocês lutador de Muay Thai, foi encontrado morto no último domingo, no distrito de Muang, na Tailândia, onde vivia atualmente. As causas da morte ainda não foram divulgadas, mas uma autópsia preliminar mostrou que ele entrou em choque devido a uma desidratação severa por correr no sol escaldante antes de uma luta.

Leia também: Família processa seis pessoas e academia de Anthony Pettis por morte de lutador

De acordo com o que o treinador do atleta, Kritchai Kritnok, disse à polícia de Pho Klang, o escocês saiu do hotel onde morava com uma roupa pesada para tentar perder três quilos e bater o peso de 61kg para uma luta no mesmo dia diante de Khon Bola, de Camboja, na mesma cidade.

Jordan Coe, segundo da direita para a esquerda, iria para luta numa noite, mas morreu antes
Reprodução
Jordan Coe, segundo da direita para a esquerda, iria para luta numa noite, mas morreu antes

Pouco antes, o jovem escreveu em sua conta no Facebook. "Lutar neste domingo em Sa-ngam ASEAN". "Amando a luta mais a cada mês. Quase três anos vivendo na Tailândia e a cada ano, eu sempre aprendo mais e mais. Obrigado a minha equipe, família, amigos e fãs por sempre me ajudarem na minha jornada", disse.

Leia também: Lutador erra golpe de capoeira, cai de joelhos e depois é nocauteado no LFC; assista

Apesar do exame preliminar já mostrar uma causa, uma autópsia detalha será realizada para determinar a causa oficial.

Outros casos

Bater o peso é uma das questões mais polêmicas no mundo das lutas, principalmente de MMA. Diversas vezes, até mesmo em organizações conhecidas, como o UFC, atletas não conseguem chegar ao peso "ideal" e acabam lutando em "peso casado".

Leia também: Ex-UFC e Bellator é culpado por 29 acusações e pode pegar prisão perpétua

Em 2013, o caso de Leandro Caetano de Souza, o Feijão, levantou grande polêmica. Ele teve um acidente vascular cerebral hemorrágico antes da pesagem para a luta do Shooto Brasil. Feijão chegou a ser socorrido, mas não resistiu ao esforço do processo para perder peso e morreu.  "Nós incentivamos o atleta a lutar na categoria que consegue bater o peso. Mas muitos fazem o corte de peso de maneira indiscriminada”, disse o doutor Márcio Tannure, diretor-médico da Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA), à época.

    Leia tudo sobre: luta