Racing x São Paulo
Reprodução / Twitter Conmebol
Racing x São Paulo

O São Paulo empatou sem gols com o Racing nesta quarta-feira (5), no El Cilindro, em Avellaneda, na Argentina, em jogo válido pela terceira rodada do Grupo E da Libertadores . O Tricolor teve o volante William expulso no fim da segunda etapa, em lance bem discutível.


Com o resultado, o São Paulo continua na liderança do Grupo E, com sete pontos, enquanto o Racing é o segundo colocado, com quatro pontos conquistados. O Tricolor volta a campo no domingo, diante do Mirassol, fora de casa, na última rodada do Campeonato Paulista.

São Paulo começa assustando com Luciano
​O jogo iniciou bem disputado., com as duas equipes mostrando vontade para recuperar a bola e muitos desarmes. O Racing apostava em uma marcação no campo de ataque, enquanto o São Paulo queria mais a bola para construir jogadas de perigo.

A primeira chance veio aos sete minutos. Pela esquerda, Reinaldo fez um belo cruzamento para Luciano chegar batendo de primeira, de chapa. Arias fez uma bela defesa para evitar o gol são-paulino.

Racing acerta bola na trave
Com 15 minutos, foi a vez do Racing assustar e perder uma chance inacreditável. Após falta cometida por Miranda, a bola foi alçada na segunda trave, e Piatti chegou cabeceando para o outro lado. Novillo tentou finalizar de cabeça no gol, mas mandou na trave.

Na sobra, Piatti finalizou torto, mas Sigali apareceu livre na pequena área para acertar o travessão. A bola ainda quicou em cima da linha e não entrou.

Argentinos pressionam e chegam com perigo
A chance de gol animou o Racing, que passou a acertar mais passes no campo de ataque e chegava bem ao gol de Volpi. Com 19 minutos, Mena recebeu na esquerda e cruzou no meio da zaga são-paulina. Maggi apareceu colocando o pé para pegar de primeira, e o chute saiu pela linha de fundo.

Um minuto depois, Lovera fez a jogada individual na intermediária do ataque e arriscou o chute de direita, para Volpi encaixar. O Racing apostava na bola parada para levar perigo ao São Paulo. Com 25 minutos, a defesa Tricolor se atrapalhou e a bola quase sobrou para Sigalli.

São Paulo erra muitos passes
Conforme o primeiro tempo ia passando, o Tricolor errava muitos passes, principalmente no meio-campo, com Daniel Alves, Liziero e Benítez. Com isso, a equipe de Crespo não conseguia situações perigosas, situação onde o Racing aproveitava para levar perigo.

Aos 33, Leonel Miranda recebeu o passe curto no escanteio e cruzou na primeira trave. Maurício Martínez apareceu com liberdade para cabecear, mas finalizou por cima.

Daniel Alves quase faz um golaço de falta
Mesmo sem conseguir chegar muito ao ataque, o São Paulo contou com um belo lance do seu camisa dez para assustar o goleiro Arias. Com 38 minutos, Luciano ajeitou para finalizar, mas foi puxado, sofrendo a falta na entrada da área.

Na cobrança, Daniel Alves caprichou e bateu colocado no travessão de Arias, que pulou, mas não achou na melhor chance do Tricolor na primeira etapa.

Você viu?

Ainda deu tempo de uma discussão entre as duas equipes por conta de uma falta sofrida pelo meia Benítez, que jogou no Independiente, rival do Racing. Fim de primeira etapa em Buenos Aires.

Segundo tempo começa truncado
No começo do segundo tempo, pouca coisa mudou. A etapa complementar continuou sendo muito truncada, e logo com um minuto, Bruno Alves recebeu cartão amarelo.

A primeira chegada foi do São Paulo. Aos seis minutos, Daniel Alves recebeu de Benítez no campo de ataque e achou Luciano no meio da área. O atacante dominou bem, puxou para trás, mas deixou escapar o chute e foi desarmado. Logo depois, Maurício Martínez apareceu na entrada da área e finalizou com perigo no gol de Volpi, que caiu para fazer a defesa.

Lesões assombram o São Paulo
A medida que o segundo tempo foi passando, o Tricolor foi sentindo a maratona de jogos. Aos sete minutos, Luciano caiu no gramado sentindo dores na coxa e foi substituído por Gabriel Sara. O camisa 11 já havia tido incômodo na região no final da primeira etapa.

Logo depois, aos 13, foi a vez de Daniel Alves cair sentindo dores também na coxa. Crespo preferiu não arriscar colocou Igor Vinicius no lugar do camisa dez.

Racing tem gol anulado por impedimento
O coração do torcedor são-paulino veio na boca aos 27 minutos. Leonel Miranda recebeu a bola na beirada da área e ajeitou para trás. Cvitanich chegou cruzando na segunda trave, e Mena apareceu sozinho para finalizar de peito e marcar. Porém, o bandeirinha marcou impedimento do lateral do Racing.

Aos 28, o São Paulo tentou assustar a meta do time argentino. Sigali errou para cortar a bola do campo de defesa, e Pablo apareceu para recuperar. O atacante finalizou direto para fora, pegando mal na bola.

São Paulo fica com um a menos
O jogo era muito truncado e uma expulsão dava o tom da partida. E ela veio aos 34 minutos. Cvitanich dominou a bola lançada por Arias no ataque, e William chegou chutando com tudo.

O juiz Piero Maza Gómez deu o cartão vermelho direto ao volante são-paulino, em lance muito rigoroso por parte da arbitragem.

Na cobrança da falta, Martínez bateu firme na bola, mas Volpi foi bem para encaixar o chute do volante do Racing.

Racing aumenta pressão e Miranda aparece
Com um a mais, os argentinos foram para cima do Tricolor, que tentava assegurar o empate. Com 38 minutos, Martínez recebeu a bola entre as linhas do São Paulo, tentou puxar para a linha de fundo para cruzar, mas Miranda chegou travando.

Um minuto depois, Godoy tentou finalizar a bola sobrando na área, pegou de primeira, mas Miranda chegou novamente bloqueando o chute.

Volpi salva o São Paulo no fim do jogo
O final do jogo se aproximava e apareceu Tiago Volpi para evitar o gol argentino. Fértoli dividiu a bola no alto na grande área e deu uma casquinha para trás. Godoy saiu cara a cara com Volpi, que se jogou na bola para fazer uma grande defesa.

Fim do jogo truncado e nervoso em Buenos Aires.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários