Lance

Palmeiras x River Plate
Reprodução / Instagram Conmebol
Palmeiras x River Plate

O Palmeiras está na final da Libertadores ! O Verdão foi derrotado pelo River Plate por 2 a 0, no Allianz Parque, mas a vitória no jogo de ida, por 3 a 0, foi decisiva o Verdão está na grande decisão do dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã.


O Verdão teve um primeiro tempo muito apagado, e o River aproveitou o nervosismo e lentidão dos mandantes para fazer dois gols na primeira etapa. O roteiro se repetiu no segundo tempo, e os brasileiros contaram com duas intervenções do VAR para seguir na competição.

Controle argentino nos minutos iniciais

Como era esperado, o River Plate adiantou suas linhas de marcação no começo da partida, e o Palmeiras repetiu a linha com cinco defensores, tática que deu muito certo na partida de ida.

No entanto, a primeira chance clara foi dos brasileiros. Aos 8 minutos, Gabriel Menino deu lançamento primoroso para Rony. O camisa 11 tentou driblar Armani, que conseguiu tirar a bola do atacante.

Na sequência, os Millionarios responderam com Borré. Ele recebe bola na entrada da área e chutou colocado, buscando o canto de Weverton, que saltou para fazer a defesa. O camisa 19 tentou, mas não aproveitou o rebote.

Os argentinos tinham dificuldade para penetrar a área palmeirense, por isso, exploravam jogadas pelo lado e insistiam na bola aérea. O Alviverde estava recuado e não conseguia sair em contra-ataque.

Verdão erra e River pune duas vezes

Gustavo Scarpa falhou na saída de bola e Paulo Díaz teve campo para atacar. Ele avançou e chutou firme, forçando Weverton a mandar para escanteio.

Na sequência, De La Cruz cobrou escanteio aberto. Díaz subiu mais que todo mundo e testou firme para a meta do goleiro palmeirense, abrindo o placar.

Você viu?

O gol deu esperança aos argentinos. Nos 10 minutos seguintes, Suárez e Anglieri tiveram ótimas chances de ampliar, mas pararam na defesa palmeirense.

Os brasileiros pareciam nervosos e impacientes em campo, e a situação piorou aos 40 minutos, quando Gustavo Gómez sentiu e teve que deixar o gramado para Luan.

Não demorou para que os argentinos ampliassem. Aos 44, pela direita, De la Cruz mandou bola na área. Suárez conseguiu desviar e Borré apareceu na segunda trave para marcar o segundo do River.

VAR salva Palmeiras no segundo tempo

Na volta do intervalo, o River seguia agressivo na marcação e com menos de um minuto, cobrou falta perigosa. O Palmeiras continuava com dificuldades para segurar a bola e atacar o adversário.

Sem conseguir responder, o Palmeiras sofreu o terceiro, mas foi salvo pelo VAR. Angileri recebeu na esquerda e cruzou na segunda trave. Montiel chegou sozinho para finalizar de primeira e fazer o terceiro do River. Após longa checagem, o VAR flagrou impedimento na origem do lance e anulou o que seria o terceiro gol argentino.

Na sequência, os argentinos armaram uma verdadeira blitz. Foram pelo menos três chances de muito perigo à meta de Weverton.

Expulsão e penalidade colocam fogo no jogo

Sem conseguir oferecer perigo aos argentinos, o Verdão ganhou uma boa notícia na metade da segunda etapa. Rojas perdeu disputa com Rony e fez falta no camisa 11. O defensor da equipe visitante recebeu o segundo amarelo e foi expulso da partida.

A maré parecia estar mudando para o Alviverde, até Empereur derrubar Suárez na área e o juiz assinalar penalidade máxima. No entanto, Nicolás Gallo recomendou que o árbitro fosse ao monitor revisar o lance. Após análise, Esteban Ostojich voltou atrás e invalidou o pênalti.

Mesmo com um homem a menos, os argentinos iam com tudo ao ataque. Novamente em cobrança de escanteio, os Millionarios chegaram com muito perigo, e Weverton fez ótima intervenção.

Nos minutos finais, Esteban Ostojich recebeu a recomendação de ir ao monitor consultar um possível pênalti para os argentinos. No entanto, ele manteve a marcação de campo, e o River Plate não conseguiu fazer o gol que levaria o jogo para a disputa de pênaltis.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários