Kathryn Mayorga
Divulgação
Kathryn Mayorga

Uma juíza dos Estados Unidos rejeitou pedido milionário de indenização feito pela modelo Kathryn Mayorga, que alegou ter sido vítima de estupro do jogador Cristiano Ronaldo , em Las Vegas, em 2009 .

Ela já havia recebido uma indenização de 375 mil dólares e solicitava novo pagamento (de mais de 60 milhões de euros).

A magistrada Jennifer Dorsey alegou que a advogada da mulher, Leslie Mark Stovall agiu por má-fé no processo, com uso de documentos confidenciais roubados.

A equipe jurídica do português Cristiano Ronaldo não contesta que os dois fizeram sexo, mas sustenta que o encontro foi consensual, e um acordo de confidencialidade impede que os dois lados falem sobre o assunto. O processo criminal já havia sido arquivado após acordo entre as partes e o pagamento da indenização de 375 mil dólares.

A defesa da modelo pedia indenização a Cristiano Ronaldo por "dor e sofrimento passados" e também por "dor e sofrimento futuros" e por "danos punitivos".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários