Governo britânico sinaliza que irá aprovar venda do Chelsea
Reprodução / Twitter Champions League
Governo britânico sinaliza que irá aprovar venda do Chelsea

O governo britânico deu sinal verde para oficializar a venda do  Chelsea, garantindo a presença do clube na próxima edição da Premier League.

A medida permitirá a transferência de propriedade do clube londrino para o consórcio norte-americano liderado por Todd Boehly.

Antigo proprietário dos Blues, o oligarca russo Roman Abramovich (veja galeria de fotos abaixo), que tem passaporte português, não ganhará absolutamente nada com a venda do Chelsea, pois toda a renda será doada a uma instituição de caridade que cuida das vítimas da guerra na Ucrânia.


Em um comunicado, as mais altas autoridades de Londres informaram que "estão prontas para emitir as autorizações necessárias para validar a venda".

"Após uma investigação cuidadosa, podemos ter certeza de que todo o lucro da venda do Chelsea não beneficiará Roman Abramovich ou qualquer outro indivíduo afetado pelas sanções. Agora podemos começar a trabalhar para garantir que o lucro gerado pela venda vá para uma instituição de caridade que cuida das vítimas da guerra na Ucrânia", disse um porta-voz do governo.

Na última terça-feira (24),  os membros da diretoria da Premier League deram seu aval à transferência de propriedade do Chelsea, que encerra os 19 anos de presidência de Abramovich.

O consórcio norte-americano pagou quase cinco bilhões de euros para assumir a equipe londrina, que colocada à venda após as sanções econômicas que atingiram Abramovich, considerado próximo do governo russo pelos britânicos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários