Hamilton era um dos cotados para comprar o Chelsea
Reprodução
Hamilton era um dos cotados para comprar o Chelsea

O Chelsea está próximo de ser adquirido. Segundo o jornal inglês ‘The Athletic’, Todd Boehly, coproprietário dos Los Angeles Dodgers, equipe de beisebol, foi escolhido como o preferido para concretizar a compra dos Blues. A oferta 'vencedora' foi 4,7 bilhões de euros (cerca de R$ 26 bilhões)

O empresário norte-americano, que lidera um consórcio que inclui outros bilionários como Mark Walters e Hansjorg Wyss, presidente da Synthes Holding AG, fabricante de dispositivos médicos, está na frente para ficar em definitivo com o clube londrino, antes pertencente ao oligarca russo Roman Abramovich (veja fotos na galeria abaixo).


Apesar de estarem em conversas avançadas, o negócio ainda não foi fechado. Contudo, Boehly terá agora exclusividade no que toca às negociações com o banco Raine, responsável por gerir o processo de venda do Chelsea.

Dessa maneira, a proposta apresentada pelo empresário superou a da  tenista Serena Williams e o piloto de Fórmula 1, Lewis Hamilton. Os atletas se juntaram ao consórcio liderado pelo empresário Martin Broughton para comprar o Chelsea.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários