Idolatria em Nápoles pode ser vista em diversos locais, com imagens e pinturas do astro argentino
Reprodução/Twitter
Idolatria em Nápoles pode ser vista em diversos locais, com imagens e pinturas do astro argentino

Fernando De Napoli foi um dos companheiros de equipe de Maradona no Napoli , quando o clube conquistou seu primeiro 'Scudetto'. Agora, meio ano após a morte do argentino , ele abriu suas memórias e explicou a relação da lenda do futebol com a cidade italiana.

“Em Nápoles, todos amavam Maradona. Ele não podia sair muito porque todos os reconheciam, ele passava muito tempo na casa deles. Era uma pessoa amada por toda a cidade, porque em Nápoles todos são fãs de futebol como na Argentina", começou o ex-jogador, em entrevista ao "Infobae".

A adoração era tanta que Maradona conseguiu conquistar os corações da própria máfia italiana: “A Camorra amava Diego. Quem tocava em Maradona se metia em problemas, porque ele era respeitado por todos. Havia um respeito absoluto do povo e dos escalões superiores da máfia”, confessou De Napoli.

Além disso, o ex-meio-campista revelou como era o argentino em campo, no papel de capitão da equipe. Ele dava tapinhas no peito com uma das mãos para nos acordar e nos dar ânimo", explicou.

Por fim, lembrou como o argentino era um líder também fora de campo. “Quando a equipe não ia bem, o Diego organizava jantares com a família para nos animar, nos manter juntos e voltarmos a vencer. Lembro que ele nos dava presentes nas festas e também para nossos parentes. Ele queria que todos nós estivéssemos bem e felizes. Era uma pessoa sensível e muito humana”, finalizou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários