Messi
Reprodução
Messi

A presença do pai de Messi em Barcelona  e uma reaproximação do craque com a direção do clube, após a renúncia do antigo presidente e desafeto , fez crescer a esperança da permanência do jogador no clube espanhol. 

Porém, segundo o jornal espanhol Marca, outro fator pode ser o divisor de águas em relação à situação do argentino e o time catalão. Com contrato terminando em junho, Messi não tem pressa para resolver sua situação e aguarda os movimentos do Barcelona no mercado, mais especificamente em relação aos amigos Neymar e Agüero.

O craque argentino não pretende seguir em um clube que não esteja entre os favoritos aos principais títulos da Europa, principalmente por estar caminhando para o final da sua carreira. Diante disso, quer ter a prova que o Barcelona investirá pesado para seguir sendo um dos protagonistas naquele continente.

O que se sabe até agora em relação à renovação é que Joan Laporta, presidente do Barcelona, está disposto a oferecer a Leo um novo contrato de três temporadas. Porém, diante da grave situação financeira que o clube vive diante da pandemia, não há verba para seguir pagando 75 milhões de euros líquidos anuais, cerca de R$ 476 milhões. A diminuição salarial, porém, não é vista como um problema para o jogador. O aspecto mais importante para convencer o astro será o projeto esportivo.

Uma proposta formal do Barcelona só será efetivada quando o resultado de uma auditoria para ver a real situação financeira do clube for encerrada. Enquanto isso, a direção do clube espanhol terá que mostrar serviço na janela de transferência.

O problema é que Neymar está muito próximo de anunciar sua renovação com o PSG . Já o atacante Aguero já anunciou que vai deixar o Manchester City em junho e deseja jogar com o compatriota. Porém, o alto salário pedido pelo ex-jogador de Pep Guardiola ainda é um entrave na negociação .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários