Tragédia de Hillsborough completa 32 anos
Divulgação
Tragédia de Hillsborough completa 32 anos

Nesta quinta-feira (15), há exatos 20 anos, a tragédia de  Hillsborough chocou o mundo do futebol. A partida entre  Liverpool e Nottingham Forest no Hillsborough Stadium, pelas semifinais da Copa da Inglaterra em 1989, deixou 96 mortos.


Naquele jogo, a torcida do Liverpool se posicionou em um local menor que o dos mandantes, mas estavam em maior número. Dessa maneira, houve uma superlotação, onde estavam destinados 14.500 lugares para o time de Anfield. No entanto, 5.000 pessoas fizeram pressão para entrar no estádio, o que saiu do controle da segurança local.

Empilhados um em cima do outro, sem chance de se mover, o desastre não demorou para acontecer. Milhares de torcedores se esmagaram e não tiveram para onde correr. A tragédia vitimou 96 pessoas e deixou outros 766 feridos.

Por muito tempo o governo britânico afirmou que os torcedores foram os verdadeiros culpados do acidente. Porém, apenas 27 anos depois, a justiça legitimou que a morte de 96 pessoas aconteceu por parte da negligência do Estado. O júri também determinou que o comportamento da torcida no estádio não contribuiu para a catástrofe. 

Na manhã desta quinta, os jogadores do Liverpool se reuniram para um minuto de silêncio perto da placa em seu CT que lista os nomes dos 96 torcedores que tragicamente perderam suas vidas no jogo. O técnico Jurgen Klopp depositou uma coroa de flores no memorial de Hillsborough fora de Anfield e bandeiras foram hasteadas a meio mastro. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários