Di Maria
Divulgação
Di Maria

O assalto e sequestro sofrido pelos familiares dos jogadores Di Maria e Marquinhos , no último final de semana, gerou medo entre os jogadores e uma atitude por parte do PSG. Os dois episódios ocorreram durante a partida contra o Nantes, pelo Campeonato Francês.

De acordo com o jornal L'Équipe, o clube vai bancar melhorias no sistema de segurança nas casas dos jogadores do clube. Apesar da maioria dos atletas viverem em locais já equipados com câmeras de segurança e alarmes, todo o elenco terá à disposição um ou mais seguranças 24 horas por dia na frente de cada residência.

Segundo informações, havia pessoas dentro da residência de Di María e o episódio foi um "sequestro com violência". O jornal Le Parisien publicou que a invasão à casa do argentino resultou em prejuízo de cerca de R$ 3,3 milhões.

Já o pai de Marquinhos, Marcos Barros Corrêa, foi feito refém dentro de sua casa em uma cidade próxima a Paris. Marcos foi usado para que os invasores pudessem roubar uma joia. A ação durou cerca de 40 minutos. Enquanto isso, suas duas filhas, de 13 e 16 anos, foram presas em um quarto da casal.

Após a partida, o técnico do PSG, Mauricio Pochettino, disse que o drama vivido por Marquinhos e Di María fora de campo influenciou na derrota para o Nantes por 2 a 1.  

- Há uma grande decepção por perder os três pontos, mas o grupo estava preocupado com coisas que todos provavelmente já sabem. Isso não é desculpa, mas houve uma queda de energia – afirmou Pochettino.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários