Melhores do ano
FIFA/ Divulgação
Melhores do ano

Está definido. Messi, Cristiano Ronaldo e Lewandowski são os três finalistas do prêmio de melhor jogador do mundo. Já entre as mulheres, as três candidatas são: a inglesa Lucy Bronze, do Manchester City; a dinamarquesa Pernille Harder, do Chelsea; e a francesa Wendie Renard, do Lyon. O The Best será o único grande prêmio individual a ser concedido em 2019/20, uma vez que a Bola de Ouro, da revista France Football, optou pelo cancelamento neste ano .

Para a definição, a FIFA avaliou os jogadores e jogadoras do dia 8 de julho de 2019 a 7 de outubro de 2020. A cerimônia virtual de entrega será realizada no dia 17 de dezembro, com transmissão direto da sede da Fifa, em Zurique, na Suíça.

Os finalistas no masculino saíram de lista com 11 jogadores divulgada em novembro, que tinha: Thiago Alcântara (Bayern de Munique/Liverpool); Cristiano Ronaldo (Juventus); De Bruyne (Manchester City); Lewandowski (Bayern de Munique); Mané (Liverpool); Mbappé (PSG); Messi (Barcelona); Neymar (PSG); Sergio Ramos (Real Madrid); Salah (Liverpool); e Van Dijk (Liverpool).

A partir daí, os candidatos receberam votos de técnicos e capitães de seleções e um jornalista de cada país afiliado à Fifa, além dos torcedores que acessarem o site da entidade internacional. 

Você viu?

Na última edição, Lionel Messi venceu Van Dijk e Cristiano Ronaldo e foi eleito pela sexta vez o melhor jogador do mundo. Enquanto isso, Megan Rapinoe venceu Alex Morgan e Lucy Bronze entre as mulheres. Jürgen Klopp e Jill Ellis ganharam entre treinadores, e Alisson e Van Veenendaal foram os mais votados para goleiro e goleira.

A disputa de melhor treinador desse ano ficou entre Hansi Flick (Bayern de Munique), Marcelo Bielsa (Leeds United) e Jürgen Klopp (Liverpool). Entre os goleiros, a escolha fica para Manuel Neur (Bayer de Munique), Alisson Becker (Liverpool) e Jan Oblak (Atlético de Madrid).

Além do melhor jogador, no dia também será conhecido o gol mais bonito do ano. O uruguaio Arrascaeta, do Flamengo, concorre ao Prêmio Puskás. Seus adversários são compatriota Luis Suárez, ex- Barcelona e hoje no Atlético de Madrid, e o sul-coreano Heung-min Son, do Tottenham.

    Leia tudo sobre: Lionel Messi

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários