Paolo Rossi
Getty Images
Paolo Rossi

Após a morte de Diego Maradona , o mundo do futebol fica mais uma vez fica abalado. O ex-jogador da seleção italiana, Paolo Rossi, morreu na noite desta quarta-feira (9), aos 64 anos. Ele deixa sua esposa, Federica, e três filhos Sofia Elena, Maria Vittoria e Alessandro.

Informações da Gazzetta dello Sport revelam que o ex-jogador morreu por conta de um câncer no pulmão. Ele descobriu a doença após uma dor nas costas e, em um primeiro momento, achava que se tratava de uma hérnia. Porém, após os exames foi constatada a grave doença. Seus colegas da Rai, a TV da qual era colunista, chegaram a lhe enviar vídeos motivacionais para apoiá-lo na batalha.

O atacante ficou conhecido como o carrasco do Brasil na Copa do Mundo de 1982, sendo o artiheiro da competição com seis gols. Três deles foram marcados contra a seleção dirigida por Telê Santana, que marcou época com craques como Zico, Falcão, Júnior e Sócrates.

Depois, Rossi marcou os dois gols da vitória por 2 a 0 sobre a Polônia, na semifinal, e fez o primeiro da Itália no 3 a 1 sobre a Alemanha na decisão. Ele também atuou pela Juventus, onde conquistou dois campeonatos, uma Supertaça da Uefa e uma Copa dos Campeões. Com o Vicenza, um campeonato da Série B do qual foi o artilheiro. Após a carreira de jogador de futebol, foi colunista da Mediaset e da Rai.

Em 2004, foi incluído na lista dos 125 maiores jogadores vivos da Fifa. As causas da morte ainda são desconhecidas. Junto com Roberto Baggio e Christian Vieri, ele detém o recorde italiano de gols na Copa do Mundo, com 9 gols. Também foi o primeiro jogador a conquistar. no mesmo ano, a Copa do Mundo, título de artilheiro da última competição e a Bola de Ouro. Feito igualado por Ronaldo Fenômeno.

Em um espaço de duas semanas, morreram o herói da Copa de 1982, e o do Mundial seguinte, de 1986.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários