Maradona
Lance!
Maradona

Diego Armando Maradona , que morreu na quarta-feira aos 60 anos , passou suas últimas horas em uma casa na cidade de Tigre e se despediu do mundo fazendo uma criança feliz.

Nos últimos momentos de vida, o argentino saiu para passear ajudado por enfermeiros e pessoas de sua confiança e foi filmado por uma vizinha e o seu filho, que ficaram maravilhados ao ver a lenda do futebol.

No vídeo, o argentino, que se recuperava da operação de um coágulo na cabeça em uma casa alugada no bairro de San Andrés, pode ser visto caminhando com grande dificuldade e necessitando de bastante auxílio. Enquanto isso, outra pessoa carrega uma cadeira atrás do ex-jogador para que pudesse descansar de vez em quando.

O momento foi gravado por uma vizinha que também captou o cumprimentou do craque ao seu filho. O pequeno, com uma voz suave, diz: "Olá, Diego", que, mesmo com toda dificuldade causada por seus problemas de saúde, se vira e respondeu com um aceno, enquanto continua a andar. 

Conforme revelou a autópsia, Maradona morreu pouco tempo depois, após uma insuficiência respiratória. O sobrinho de Maradona tinha sido apontado como a última pessoa que viu o ex-jogador com vida, às 23h de terça-feira, porém, fontes judiciais confirmaram que o enfermeiro Ricardo (cujo sobrenome não foi divulgado), confirmou à promotoria que seu turno terminava às 6h30 de quarta-feira e, quando saiu, ele verificou o estado de Maradona, que mostrou sinais vitais. “Ele estava respirando”, defendeu o profissional de saúde que foi substituído por uma enfermeira, chamada Gisela, que teve que acompanhar Diego até as 12h da manhã. 

O depoimento de Gisela detalha que, além dela e do sobrinho, Maxi Pomargo, assistente pessoal do ídolo, uma funcionária contratada para garantir sua segurança física e uma cozinheira estavam na casa. Enquanto isso, às 11h30 chegaram Carlos Díaz e Agustina Cosachov, sua psicóloga e sua psiquiatra, respectivamente. Este, junto com o sobrinho e a ajudante, tentaram despertar Maradona, sem sorte.

Em seguida, as ambulâncias foram chamadas e, enquanto eles chegavam, houve uma tentativa de reanimá-lo com adrenalina e atropina, mas, não surtiu efeito. A perícia chegou às 16h00 e informou que a morte ocorreu "por volta das 12h".

A investigação, no entanto, segue em curso. Além de conferir as câmeras da regiã, a polícia científica ficará encarregada de analisar as amostras de sangue e urina do falecido, em busca de restos de uma substância tóxica.

Veja o vídeo:



    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários