Após  o Uruguai derrotar o Chile no estádio Centenário, em Montevidéu, na primeira partida das Eliminatórias para a Copa do Mundo no Catar , Luis Suárez foi à televisão da Associação Uruguaia de Futebol para falar sobre sua saída do Barcelona.

O atacante uruguaio voltou a reclamar "da forma" utilizadas pelo clube para comunicar sua saída. “Estávamos ótimos, eu já estava no Barcelona há seis anos e havia outras formas de falar comigo, me contando o que o clube tinha planejado. Mas as formas não eram boas e isso também incomodava o Leo (Messi). Ele sabe o que sofremos e o quanto sofremos naquela época ”, disse o agora atacante do Atlético de Madrid.

Suárez também se referiu a mensagem que seu amigo e capitão do Barça lhe enviou por meio de sua conta no Instagram. “Não me surpreendeu que o Messi me apoiasse publicamente porque o conheço muito bem. Eu já sabia a dor que ele sentia. As formas, a sensação de que estão atirando em você é o que mais dói ”, acrescentou.

Suárez admitiu também que a semana da transferência entre o Barcelona e o Atlético de Madrid foi muito intensa em relação a questão emocional, o levou a cair no choro. “Aqueles dias, quinta, sexta, sábado e domingo, até a hora da estreia, foram muito complicados. Chorei por dias pelo que estava tendo que viver", acrescentou.

Por fim, ele falou de um dos detalhes que mais o magoou em seus últimos dias como jogador do Barça. “Tem coisas que não eram conhecidas. Ir treinar e te deixarem de lado porque você não faz parte do jogo 11 contra 11”, finalizou o atacante uruguaio.

    Veja Também

      Mostrar mais