Luis Suárez, atacante do Atlético de Madrid
Twitter/Reprodução
Luis Suárez, atacante do Atlético de Madrid

Os investigadores do caso da suposta fraude do exame de idioma feito pelo atacante Luis Suárez , do Atlético de Madrid , descobriram que o atleta recebeu antes da avaliação um arquivo PDF idêntico ao conteúdo da prova .


Segundo as investigações, o arquivo foi enviado ao artilheiro bem antes dele pousar na Itália pela professora Stefania Spina, que preparou o uruguaio para o exame .

O PDF tinha as mesmas imagens que foram mostradas ao atleta durante a prova na Universidade Para Estrangeiros de Perúgia, na Itália, que eram de uma melancia e de um supermercado.

Com isso, o atacante não encontrou dificuldades para falar os termos corretos. Na sequência, Suárez comentou sobre sua família e mencionou a cidade de Turim, igual como estava indicado no PDF.

A prova continuou com outras perguntas "pré-programadas" sobre a sua profissão. No final do teste, o examinador de Suárez, Lorenzo Rocca, afirmou aos jornalistas que o atacante "entende bem a língua e sempre é claro ao falar".

No entanto, poucos dias antes da prova, um telefonema com a reitora da instituição, Giuliana Grego Bolli, foi descoberto pelos investigadores, que conseguiram identificar a seguinte mensagem.

"Encaminhamos bem. A questão é que não tenho problemas de assinar a ata, porque estou na comissão e vou assumir a responsabilidade pela atribuição dos pontos. Meu medo é que depois de dar o nível B1, os jornalistas vão fazer duas perguntas em italiano e ele [Suárez] entrar em crise. Então, estou um pouco preocupado", disse a pessoa.

Advogado da Juventus

O advogado da Juventus, Luigi Chiappero, não participou de nenhuma videoconferência com Simone Olivieri, diretor-geral da Universidade Para Estrangeiros de Perúgia, na Itália, que é investigado por corrupção no caso do exame de Suárez, informou nesta quinta-feira (24) fontes próximas ao clube.

As mesmas fontes especificaram que Chiappero apenas presenciou um telefonema entre sua colega Maria Trucco com a universidade, feito com o objetivo de obter "informações burocráticas" sobre o processo.

Fabio Paratici

O reitor da Universidade de Perúgia, Maurizio Oliviero, afirmou à ANSA que não foi o diretor esportivo da Juventus , Fabio Paratici, que entrou em contato para saber onde Suárez poderia fazer o exame.

"Se alguma autoridade me perguntar, estou pronto para falar, mas só a ela. Não coloco outros nesta mídia picadora em que já acabei, absolutamente não", declarou Oliviero.

No entanto, segundo fontes de dentro da Juve, o telefonema para o reitor foi realizado por Federico Cherubini, chefe das equipes de futebol e das áreas técnicas do clube.

    Veja Também

      Mostrar mais