Yaya Touré
Reprodução/Flickr
Yaya Touré

O ex-jogador do Barcelona e do Manchester City , Yayá Touré , que esteve próximo de acertar com o Botafogo , foi expulso do Soccer Aid, jogo beneficente que ocorrerá neste domingo entre astros e ex-jogadores e que será realizado em favor do UNICEF .

De acordo com informações do Tyc Sports, o caso envolveu um escândalo sexual, já que o jogador teria se oferecido para levar 19 profissionais do sexo ao hotel onde sua equipe está concentrada.

Além disso, Touré enviou aos seus companheiros um vídeo íntimo, via WhatsApp, de uma mulher tomando banho. Isso também trouxe um grande incomodo, já que o grupo onde foi postado contava com várias jogadoras, incluindo Julie Fleeting, Lianne Sanderson e Chelcee Grimes

Os dois fatos irritaram seus colegas e eles exigiram sua expulsão. Toure, que tem três filhos com a esposa Gina, apagou as mensagens e pediu desculpas, mas acabou excluído. 

Mais tarde, ele pediu desculpas pelo twitter. "Gostaria de pedir desculpas a todos os envolvidos no SoccerAid por uma piada inapropriada que lamento profundamente. Foi feita como uma piada, no entanto, não tive consideração com os outros participantes. Dito isso, eu apaguei a piada em poucos minutos e imediatamente pedi desculpas a todos dentro do grupo", apontou.

Toure ainda acrescentou: "É triste ver uma piada inapropriada que fiz atrair a atenção que deve ser totalmente dedicada à beleza do jogo de caridade. Independentemente das circunstâncias, eu quero assumir total responsabilidade. Eu sou um homem adulto que não deveria estar envolvido em tais piadas. Sinto muito pelo meu erro e desejo a todos tudo de bom com o Soccer Aid no domingo na conscientização e fundos para causas importantes".

O jogo acontecerá no estádio Old Trafford , do Manchester United, sem a presença de público, por conta da pandemia do novo coronavírus.

    Veja Também

      Mostrar mais