Lance


Neymar durante partida
reprodução / Twitter
Neymar durante partida

Agripino Magalhães, ativista LGBTI+, em entrevista ao jornal 'EXTRA', revelou que pediu na Justiça a apreensão do passaporte de Neymar, para que o jogador não deixe o país e, consequentemente, não atrapalhe as investigações de um possível caso de homofobia.

Agripino acusa o camisa 10 do PSG e um grupo de amigos de crime de homofobia e formação de quadrilha.

Leia mais: Rede Globo estaria incentivando Casagrande a se posicionar politicamente

- Eu, como ativista dos direitos da População LGBTI+, junto com o doutor Ângelo Carbone e equipe, de advogados vamos a justiça hoje pedir a apreensão do Passaporte do jogador Neymar Jr.- disse Agripino.

Em áudio vazado na internet, Neymar xinga o namorado de sua mãe, Thiago Ramos, de 'viadinho'. O ativista destacou que denúncia contra Neymar e seus amigos são pelos crimes de homofobia, incitação ao ódio e ameaça de morte de um LGBTI+.

    Veja Também

      Mostrar mais