Aleksandar Katai, ao lado de sua esposa
Reprodução
Aleksandar Katai, ao lado de sua esposa

Não passou impune os comentários racistas de Tea Katai , esposa do jogador Aleksandar Katai, do Los Angeles Galaxy, time dos EUA. Diante das declarações, o atleta, que que fez apenas duas partidas pela equipe, teve seu contrato rescindido e agora terá que procurar outro time para jogar.

No site oficial, o Los Angeles Galaxy divulgou um breve comunicado e explicou a saída do atleta. “Los Angeles Galaxy e Aleksandar Katai entraram em acordo e decidiram em conjunto rescindir o contrato que vincula o jogador a nossa instituição”, apontou.

Leia mais: Esposa de jogador de futebol posta mensagens racistas: "Matem a m...

Como divulgado pelo iG, a esposa do sérvio fez algumas postagens racistas no Instagram criticando as manifestações ocorridas nos Estados Unidos após a morte de George Floyd. Dentre elas, Tea chegou a colocar, na legenda de uma foto que mostra o confronto entre policiais e manifestantes, a frase: “Matem a merda”.

Em outra, a legenda “Black Nike Matters” (Nike Preto Importa, fazendo alusão sarcástica ao lema da campanha de conscientização Black Lives Matters, Vidas Negras Importam) aparece para legendar uma imagem onde uma pessoa estaria saqueando uma loja em meio aos protestos.

Antes de ter seu contrato rescindido, o sérvio chegou a se pronunciar sobre os comentários da sua esposa e pediu desculpas. Mas, de nada adiantou.

"Eu não compartilho essas visões e não as tolero em minha família. O racismo, particularmente contra a comunidade negra, não ocorre apenas nos Estados Unidos ou na Europa, mas também em todo o mundo. Eu condeno fortemente a ideia de supremacia branca, racismo e violência contra pessoas de cor. Vidas negras importam. Isso foi um erro da minha família e eu assumo essa responsabilidade”, afirmou o jogador.

Ainda no pedido de desculpa, o jogador apontou que se certificaria de que a família e ele tomariam as devidas medidas “para aprender, entender, ouvir e apoiar a comunidade negra”. O pedido de desculpa não foi aceitou nem mesmo pelos torcedores da própria equipe. Um grupo chegou a ir porta do clube protestar contra o jogador e até colocou uma faixa em frente à estátua de David Beckham contra o racismo.

    Veja Também

      Mostrar mais