Son cumpriu serviço militar na Coreia do Sul
Reprodução
Son cumpriu serviço militar na Coreia do Sul

O atacante do Tottenham, Son Heung-min, descreveu seu serviço militar na Coreia do Sul como "difícil", mas disse que conseguiu aproveitá-lo durante a pausa forçada da Premier League. O coreano completou as três semanas obrigatórias enquanto o futebol estava parado por causa da pandemia do coronavírus.

Leia também: Namorada fala do acidente que quase matou o surfista Pedro Scooby. Veja o vídeo

"Foi uma boa experiência. Não saberia dizer tudo o que fiz, mas gostei muito. Aqueles caras eram legais. As três semanas foram difíceis, mas tentei aproveitar. Não sei como as pessoas se sentiram. Para mim foi um longo período, mas foi uma boa experiência, eu gostei", disse Son em um vídeo no site do Tottenham .

O jogador foi dispensado do serviço 21 meses depois de ajudar seu país a vencer os Jogos Asiáticos de 2018, mas ainda era obrigado a cumprir um período mais curto. A paralisação forçada também permitiu que Son se recuperasse da fratura no braço que sofreu em campo em fevereiro.

— Esses caras, no primeiro e no segundo dia, nem conseguiam falar comigo, mas no final estavam brincando comigo e curtíamos todos juntos — disse ele sobre os companheiros de exército.

Son também disse estar ansioso para voltar a jogar. A temporada da Premier League está marcada para recomeçar no dia 17 de junho. O Tottenham enfrenta o Manchester United em casa na sua primeira partida após a paralisação.

"Estou fisicamente bem, estou trabalhando muito, muito duro para estar no meu nível máximo e estou quase lá", disse.

    Veja Também

      Mostrar mais