Campeonato Português está suspenso desde 13 de março
Divulgação/Porto
Campeonato Português está suspenso desde 13 de março

A Bundesliga recomeçou e a Europa virou macaquinha de imitação. Itália, Espanha, Inglaterra e muitos outros países marcaram datas para retomar as competições, entre eles, Portugal, irmão do Brasil do outro lado do Atlântico. No país luso, a bola volta a rolar já nesta quarta-feira, dia 4 de junho.

O plano é encaixar os 90 jogos restantes em oito semanas, o que dá uma impressionante média de 1,6 jogos por dia. Não haverá o folclore habitual nos estádios portugueses, com os torcedores se deliciando com os famosos couratos (pele do porco grelhada ou frita) e as bifanas (pão com bife de porco).

Leia mais:Ex-Palmeiras, Carlos Vinícius se prepara para retorno do futebol em Portugal

A tradicional festa ao marcar um gol e os esperados abraços entre os adeptos também não serão vistos, já que a presença de público continua vetada por conta da pandemia do coronavírus. O próprio jogo parecerá um filme de cinema mudo, sem barulho e sem alma, mas é o futebol que se tem hoje e, como diz o ditado, “quem não tem cão caça com gato”.

A Liga Portuguesa pode não ser propriamente uma Premier League ou uma La Liga, nem estar recheada de Salah's ou Messi's, mas ainda assim tem algumas estrelas na gaveta, craques que fazem valer a pena assistir aos jogos.

No Benfica há um punhado deles: Pizzi, o Ferrari Rafa, o pistoleiro Carlos Vinícius e, claro, Adel Taraabt, um autêntico mágico, além de Houdini, que joga tanto como um número 8 box-to-box, como também na posição de segundo avançado, fazendo a ponte entre o meio campo e o ataque.

O rival Porto também não fica atrás, tendo desde o venenoso 'Tecatito' Corona ao incontornável Alex Telles, passando por Marega. Não se pode esquecer também de Nakajima, uma formiguinha mirabolante que faz lembrar Messi. Especial atenção para Francisco Trincão, do Braga, o menino 30 milhões já contratado pelo Barcelona.

Já do lado do Sporting, os holofotes não apontam para nenhum jogador em especial, mas sim para o Mister Rúben Amorim, que foi sensação em Braga e fez o Sporting desembolsar 10 milhões de euros pela sua contratação, tornando-se no terceiro treinador mais caro da história do futebol.

Para este último terço da Liga Portuguesa espera-se uma batalha épica. O público verá uma disputa acirrada pelo título entre os rivais Porto, com 60 pontos, e Benfica, com 59. O atual líder só depende de si para ser campeão, mas resta saber se será capaz de vencer as dez jornadas restantes com o Benfica “mordendo os calcanhares”. 

 Que venha o futebol!

    Veja Também

      Mostrar mais