Centurion foi emprestado pelo Racing
Getty Images
Centurion foi emprestado pelo Racing

Embora ainda não tenha se apresentado de forma oficial, o argentino Ricardo Centurion fechou com o Vélez e já chegou a visitar a Villa Olímpica e a vestir a camisa do time.

Leia também: Centurión chora e admite: "Há algo na minha cabeça que não funciona bem"

A pedido do clube, mais precisamente do Departamento de Violência de Gênero, seu contrato contém uma cláusula contra a violência de gênero e comportamento, dado o histórico do meia. O Vélez é o primeiro clube da Argentina a criar este departamento, que foi consultado pela primeira vez para uma contratação de jogador. A notícia é do jornal Olé.

Centurión , que pertence ao Racing, chega ao Vélez por empréstimo de um ano. Caso o jogador não cumpra as diretrizes do estatuto social do clube ou o protocolo de violência de gênero, o contrato será rescindido.

O jogador se envolveu em polêmicas nos últimos anos. Em 2017, foi denunciado por Melisa Tozzi, sua ex-companheira, por violência doméstica. O Ministério Público argentino arquivou o caso. É conhecido também caso em que o atleta, bêbado, tenta subordar um policial.

"Além de não concordarmos com a contratação, não podemos ficar felizes. Nossa posição é firme, mas sabemos que o futebol é machista", chegou a dizer a advogada Paula Ojeda, responsável pelo Departamento de Violência de Gênero do Vélez.

"Pedimos a cláusula e foi importante que nos escutaram. É a primeira vez na história que existe uma cláusula deste sentido em contrato".

Ele foi revelado pelo Racing e deixou o clube após desentendimentos com o técnico Eduardo Coudet, que o afastou por conta de uma discussão na beira do campo. O meia atuou no Brasil, no São Paulo, após faturar o título do Campeonato Argentino de 2015, e viveu altos e baixos. Foi embora sem deixar saudade.

    Veja Também

      Mostrar mais