Tamanho do texto

Thiago, de sete anos, abraçou Mateo, de quatro, e deu uma mordida na sua orelha. É possível ver pela sua cara de dor

Thiago morde a orelha do irmão Mateo. Eles são filhos de Messi arrow-options
Reprodução
Thiago morde a orelha do irmão Mateo. Eles são filhos de Messi

Aos 32 anos de idade, Lionel Messi foi eleito mais uma vez o melhor jogador do mundo. O craque argentino levou mais uma Bola de Ouro , premiação entregue pela revista France Football , nesta segunda-feira, após também ter vencido o prêmio The Best da Fifa, em setembro deste ano.

Leia também: Barcelona admite que já está se preparando para era "pós-Messi"

Messi acumula sua sexta Bola de Ouro, já que também venceu o prêmio em 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012, 2014/2015 e agora em 2018/2019.

Principais concorrentes de Messi, o zagueiro Virgil Van Dijk ficou na segunda colocação, seguido por Cristiano Ronaldo , terceiro colocado, e Sadio Mané, que acabou na quarta posilão.

Lionel Messi faturou sua sexta Bola de Ouro arrow-options
BARCELONA/DIVULGAÇÃO
Lionel Messi faturou sua sexta Bola de Ouro

No momento em que foi anunciado como vencedor, as câmeras mostraram os filhos do argentino na plateia. Thiago, de sete anos, abraçou Mateo, de quatro, e deu uma mordida na sua orelha. É possível ver pela sua cara de dor.

Veja no vídeo abaixo, a partir de 21 segundos:

RAPINOE É ELEITA MELHOR JOGADORA DO MUNDO

Assim como Messi, Megan Rapinoe também 'unificou' os prêmios individuais mais importantes do mundo do futebol. A principal jogadora da seleção norte-americana, campeã do mundo em 2018, a meia-atacante também venceu o 'The Best' em setembro, e também foi eleita pela 'France Football' como melhor jogadora do mundo.

ALISSON É ELEITO MELHOR GOLEIRO DO MUNDO

No mesmo roteiro de Messi e Rapinoe, Alisson Becker também venceu os dois prêmios, tanto o da Fifa quanto o da 'France Football'. 

PRÊMIO KOPA

​No prêmio dado para o melhor jogador abaixo dos 21 anos de idade, o zagueiro Matthijs De Ligt, da Juventus, venceu, deixando Jadon Sancho, do Borussia Dortmund, em segundo, e João Félix, do Atlético de Madrid, em terceiro.

    Leia tudo sobre: Lionel Messi