Tamanho do texto

Ex-presidente da Uefa lamentou o uso da tecnologia no futebol e falou sobre seus planos para o futuro após ser banido do futebol

Michel Platini arrow-options
Reprodução
Michel Platini é ex-jogador de futebol e ex-presidente da Uefa

De volta ao futebol após banimento de quatro anos, o ex-presidente da Uefa e ídolo francês Michel Platini atacou o uso da arbitragem de vídeo. Em entrevista ao programa de TV italiano "Che tempo", nesta segunda-feira, o ex-jogador não poupou palavras.

Leia também: Fim do VAR no Rio de Janeiro? Vereador propõe lei para barrar árbitro de vídeo

"Eu sou contra o VAR , acho uma bela merda e infelizmente nunca voltaremos atrás com isso", disparou o ex-dirigente. A participação na atração tinha como objetivo divulgar o novo livro do francês, "The king is naked" (O rei está pelado, em tradução literal).

"São necessários 30 minutos para explicar por que isso não vai resolver as coisas", adicionou Michel Platini , ainda sobre o VAR.

Leia também: "Se depender do VAR, Flamengo será campeão", dispara presidente do Santos

Três vezes Bola de Ouro durante sua carreira como jogador, o francês presidiu a  Uefa entre 2007 e 2015. Ele chegou a ser preso e acabou banido do futebol em decorrência da investigação de um pagamento feito por Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa. Durante o programa, ele falou sobre seus planos futuros no futebol.

"Estou com 64 anos. Tenho tempo para uma última aventura, mas não posso cometer erros", resumiu.