Tamanho do texto

Lacazette e Aubameyang marcaram os gols do triunfo diante do Bunrley

Lance

Lacazette e Aubameyang fizeram os gols do Arsenal arrow-options
Twitter/Reprodução
Lacazette e Aubameyang fizeram os gols do Arsenal

O Arsenal jogou bem dentro de casa e venceu o Burnley, neste sábado, por 2 a 1, pela 2ª rodada do Campeonato Inglês. O duelo marcou a estreia do zagueiro brasileiro David Luiz , contratado junto ao Chelsea.

Leia também: Özil e Kolasinac estão no centro de uma guerra entre gangues na Inglaterra

Lacazette e Aubameyang marcaram os gols do Arsenal , enquanto Barnes descontou para os visitantes. O meia Dani Ceballos também foi um dos destaques dos Gunners, com duas assistências.

LACA ABRE O PLACAR

O Arsenal começou a partida com novidade no time titular, com Dani Ceballos. Jogando em casa, os Gunners iniciaram o jogo com intensidade e não demoraram muito para a abrir o placar. Ceballos cobrou o escanteio, Lacazette se impôs, venceu da zaga e bateu rasteiro para colocar o clube londrino na frente. O Arsenal aumentou a vantagem com Nelson, mas o VAR apontou o impedimento.

David Luiz estreou pelo Arsenal arrow-options
Site oficial
David Luiz estreou pelo Arsenal

EMPATE

Na sequência, o Arsenal diminuiu um pouco o ritmo do jogo e propiciou uma melhora do Burnley. Os visitantes tinham bem menos posse de bola (34%), mas ameaçavam quando chegavam próximo ao gol (ao todo, foram 11 chutes na primeira etapa). Próximo do fim do primeiro tempo, Barnes pegou a sobra e empatou.

SEMPRE ELE

O Arsenal voltou para o segundo tempo com disposição para virar o jogo. Nicolas Pépé entrou em campo e deu mais velocidade. Ceballos seguia como principal articulador das jogadas. O meia espanhol recuperou a bola e fez a ligação rápida com Aubameyang. O atacante gingou para a direita e bateu sem chances para o goleiro Pope.

VITÓRIA GARANTIDA

​Com o gol da virada, o Arsenal ficou dominante na partida. Torreira entrou e deu mais consistência defensiva, enquanto Pépé seguia atuante, com dribles e puxando contra-ataques. O Burnley esboçou uma pressão no fim, mas a vitória dos Gunners foi incontestável.

    Leia tudo sobre: Futebol